Radar da Bola

Copa das Confederações 2017: Poucos craques, seleção reserva e apenas um campeão do mundo

Vai começar neste sábado a Copa das Confederações 2017 na Rússia. Esta será a 15ª edição do torneio que serve de preparação para a Copa do Mundo no próximo ano, no mesmo país.

A partir de 17 de junho até 2 de julho, a bola começara a rolar nos gramados russos. As seleções participantes serão: a Rússia (anfitriã), Alemanha (campeã da Copa do Mundo), Austrália (campeã asiática), Chile (campeão da Copa América), México (campeão da CONCACAF), Nova Zelândia (campeão da Oceania), Portugal (campeão da Eurocopa) e Camarões (campeão da Copa das Nações Africanas). As partidas serão disputadas em quatro estádios, em diferentes cidades: São Petersburgo, Moscou, Kazan e Sochi.

Apesar de Portugal, Chile e Alemanha estarem na competição, essa será a pior edição. Isso porque, pela primeira vez, terá somente uma seleção campeã da Copa do Mundo, em todas as outras 14 edições, tinham pelo menos duas seleções campeãs do maior torneio do futebol. Para termos uma ideia, na última edição em 2013, tivemos Brasil, Espanha, Uruguai e Itália. Dentre as seleções que participarão, apenas o México já levantou a taça.

Além da fraca edição técnica, podemos contar a ausências de muitos jogadores principalmente, a Alemanha. O técnico alemão, Joaquim Low, preferiu descansar a maioria dos jogadores que participaram da última Copa do Mundo, vencida por eles no Brasil. Não veremos Thomas Muller, Mesut Ozil, Toni Kroos e Neuer. Ele preferiu convocar as jovens promessas, já pensando no futuro como: Sané (Manchester City), Draxler (PSG), Ter Stegen (Barcelona) e Trapp (PSG).

De consolo para os amantes do futebol, Portugal, Chile irão com a força máxima. Isto quer dizer que veremos os chilenos Alexis Sanchéz, Arturo Vidal e Claudio Bravo. Do lado português, a base será a mesma que conquistou a Eurocopa, com a maior estrela do futebol, provavelmente e novamente ganhador da Bola de Ouro, Cristiano Ronaldo. Ao lado do gajo, ele terá a experiência e juventude para conquistar mais um inédito título.

A maior ausência será o Brasil. A maior seleção vencedora do torneio (4 ) não participará pois, não venceu a Copa América ou a Copa do Mundo.

O que esperar?

Apesar de estar com um time jovem e inexperiente, a Alemanha atual 3ª colocada no ranking FIFA, poderá ser uma grande surpresa. Com um estilo de jogo próprio, de toque de bola e paciência, lembrando o Barcelona, Joaquin Low fará testes com estes jogadores, já pensando na Copa do Mundo apesar de ter uma base já consolidada.

Portugal desta vez não será uma ‘zebra’. A atual detentora da Eurocopa chegará 100% no torneio. Isto porque, será mais um título inédito na história do país e com jogadores no elenco em grande fase. Cristiano Ronaldo venceu a Champions League e o Campeonato Espanhol além dos 42 gols em 46 jogos neste ano, Bernardo Silva fez belíssima campanha com o Monaco, ganhando o Campeonato Francês e ter parado nas semis da Champions League, João Moutinho e entre outras jovens safras portuguesas.

 

 

O Chile será grandíssimo favorito. Com o novo treinador Antonio Pizzi, a atual 4ª colocada nas eliminatórias, semelhante à Portugal, terá todos os craques à disposição. Com um time que joga há mais de 4 anos, Pizzi poderá conquistar o torneio mais fácil que os chilenos já venceram, além de ser inédito. Para isso, terá a liderança de Sanchez e Vidal.

O México poderá ser novamente mais uma surpresa e conquistar o bicampeonato, já havia vencido em 1999. O ex-treinador do São Paulo, Carlos Osorio terá suas principais peças: Chicharito, Carlos Vela, Oribe Peralta, Ochoa e entre outros jogadores que atuam na Europa e no México.

Zebras ou 3 pontos a vista?

As outras seleções farão apenas a participação, incluindo a anfitriã Rússia. Os russos contará apenas com jogadores locais, o jogador mais conhecido será o goleiro Akinfeev que esteve nas últimas Copas do Mundo. A Austrália possui uma seleção muito fraca, visto no amistoso diante do Brasil, sendo derrotada por 4 a 0. A seleção da Nova Zelândia fará a mais conhecida ‘por participação’. Vencedora na Oceania, será a seleção que as grandes deverão vencer no grupo como Portugal e México. Camarões já viveu grandes momentos, com grandes jogadores e feitos históricos. No entanto, esta seleção não contará com nenhuma estrela e poderá chegar no máximo às semifinais.

Tabela

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Calendário dos jogos

 Grupo A

Grupo B

As semifinais serão disputadas em jogo único dia 28 e 29 de junho em Cazã  e Sochi, pelo vencedor do Grupo A contra o segundo do Grupo B e, pelo vencedor do Grupo B contra o segundo do Grupo A.

A disputa pelo terceiro lugar ocorre no dia 2 de julho em Moscou, às 15hs (de Brasília). A final será no mesmo dia porém, em São Petersburgo às 21hs (de Brasília),

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *