Radar da Bola

Inglaterra e Croácia vencem e voltam às semifinais da Copa

A Copa do Mundo conheceu os dois últimos semifinalistas neste sábado (07). Pela manhã, a Inglaterra se classificou para as semifinais ao vencer a Suécia por 2 a 0, gols de Maguire e Dele Alli, ambos de cabeça. A Seleção inglesa enfrentará a Croácia que derrotou a Rússia nos pênaltis por 4 a 3, após um empate emocionante por 2 a 2 durante a prorrogação. Cheryshev e Mario Fernandes marcaram para os anfitriões, mas Kramaric e Vida fizeram para os croatas.

Momento do gol de Marguire. (Alex Morton/Getty Imagens)

Festa inglesa

O primeiro tempo foi dominado pela Inglaterra que abriram o placar aos 30 minutos. Após escanteio, Maguire acertou uma bela cabeçada e o goleiro sueco não conseguiu evitar o gol. A Suécia mostrou mais força no segundo tempo. O goleiro Pickford fez três boas defesas, segurando a vantagem inglesa.

A Inglaterra conseguiu ampliar o placar quando Dele Alli apareceu livre de marcação para cabecear para as redes garantindo a vitória e a volta para a semifinal da Copa após 28 anos. A seleção inglesa não ficava entre os quatro primeiros do Mundial desde 1990.

O goleiro Subasic da Croácia foi o herói da classificação. (Shaun Botterill/Getty Images)

Classificação nos pênaltis

Em Sochi, Rússia e Croácia fizeram o melhor jogo das quartas de final da competição. Durante toda a partida a anfitriã escrevia o mesmo roteiro do jogo diante da Espanha, esperando uma oportunidade para o contra-ataque e, vez ou outra, dando sustos na defesa adversária. A estratégia deu certo, aos 31 minutos do primeiro tempo, Cheryshev tabelou com Dzyuba e acertou um belo chute sem chances para o goleiro croata Subasic. No entanto, os croatas reagiram e aos 30 min, Kramaric empatou a partida.

Na volta do intervalo, as duas seleções não balançaram as redes e o duelo foi para a prorrogação. O jogador Vida colocou a Croácia na frente do placar após completar um cruzamento de escanteio de cabeça. O jogo parecia definido, mas o brasileiro naturalizado russo Mário Fernandes também marcou de cabeça no segundo tempo da prorrogação, levando a partida para os pênaltis.

Nas penalidades a Rússia desperdiçou duas cobranças. Em uma delas o goleiro da Croácia Subasic defendeu o chute de  Dzagoev. O goleiro russo Akinfeev ainda pegou uma cobrança, mas não foi o bastante para manter seu time na competição.

Agora, Os croatas terão a oportunidade de igualar ou superar o seu melhor resultado na história da Copa do Mundo, um terceiro lugar em 1998.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *