Radar da Bola

Guia da Copa do Mundo FIFA 2018: Suécia

Federação: Svenska Fotbollförbundet

Confederação: UEFA

Apelido: Azul e Amarelo (Blǎgult)

Histórico no Mundial: 11 (1934, 1938, 1950, 1958, 1970, 1974, 1978, 1990, 1994, 2002 e 2006)

Como se Classificou: 2ª lugar do Grupo A (França, Holanda, Bulgária, Luxemburgo e Bielorrúsia) e, na repescagem, derrotou a Itália por 1×0 em casa e empatou 0x0 fora

Jogo Histórico: Suécia 3×1 Espanha (1950)

Melhor Colocação: 2º lugar (1958)

Treinador: Jan Andersson

Destaque: Andreas Granqvist (Krasnodar – RUS)

Promessa: Victor Nilsson-Lindelöf (Manchester United – ING)

Capitão: Mikael Lustig (Celtic – ESC)

Expectativa: oitavas de final

Hospedagem: Gelendzhik

Convocação:

Goleiros: Robin Olsen (Copenhague), Karl-Johan Johnsson (Guingamp) e Kristoffer Nordfeldt (Swansea)

Defensores: Mikael Lustig (Celtic), Emil Krafth (Bologna), Andreas Granqvist (Krasnodar), Victor Nilsson-Lindelöf (Manchester United), Pontus Jansson (Leeds United), Filip Helander (Bologna), Ludwig Augustinsson (Werder Bremen) e Martin Olsson (Swansea)

Meio-campistas: Emil Forsberg (RB Leipzig), Jimmy Durmaz (Toulouse), Sebastian Larsson (Hull City), Albin Ekdal (Hamburgo), Viktor Claesson (Krasnodar), Gustav Svensson (Seattle Sounders), Oscar Hiljemark (Genoa) e Marcus Rohdén (Crotone)

Atacantes: Marcus Berg (Al Ain), Ola Toivonen (Toulouse), John Guidetti (Alavés) e Isaac Kiese Thelin (Waasland-Beveren)

Time base: Robin Olsen; Andreas Granqvist, Mikael Lustig, Victor Nilsson-Lindelöf e Ludwig Augustinsson; Viktor Claesson, Sebastian Larsson e Gustav Svensson; Emil Forsberg, Ola Toivonen e Marcus Berg

Depois de duas Copas ausentes, a Suécia retorna. Para isso, teve que eliminar a Itália na repescagem Europeia. Os suecos estão sem seu maior destaque, o atacante Zlatan Ibrahimovic e caíram no grupo da atual campeã Alemanha.

Esta seleção é uma incógnita sem seu maior astro. Briga com o México pela segunda colocação no grupo. O ponto forte é a defesa, já que é composta por jogadores fortes e altos. Com isso, sabemos que vai apostar muito no jogo aéreo. Principalmente nos jogos contra Coreia do Sul e México, por terem seleções não muito altas.

E no ataque Marcus Berg vai tentar substituir Ibrahimovic à altura. Porém, será algo muito difícil. Para isso, terá que ter as colaborações de Forsberg e Toivonen para poder marcar gols e ajudar sua seleção a vencer.

Tabela

Segunda – 18/06/2018 – 09h – Suécia x Coréia do Sul (Nizhny Novgorod Stadium em Nizhny Novgorod)

Sábado – 23/06/2018 – 12h – Alemanha x Suécia (Fisht Olympic Stadium em Sochi)

Quarta – 27/06/2018 – 11h – México x Suécia (Ekaterinburg Arena em Ekaterinburg)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *