Radar da Bola

Com polêmica, City vence Arsenal e dispara na liderança

Em jogo polêmico, Manchester City venceu mais uma e soma dez vitórias em 11 jogos. A vítima desta vez foi o Arsenal. A partida teve dois lances polêmicos, que resultaram em gols dos citizens, decretando a vitória por 3 a 1.

Manchester City e Arsenal fizeram o clássico neste domingo pela 11ª rodada da Premier League. Enquanto o City veio de vitória na Champions, o Arsenal apenas empatou em casa na Europa League. Guardiola optou novamente por Gabriel Jesus no banco e apostando em seu trio: Sané, Sterling e Agüero. Já Wenger, entrou com três zagueiros e apostando em Sanchéz, Özil e Ramsey.

O jogo começou eletrizante do lado do City, Agüero recebeu de Kevin De Bruyne e finalizou por cima. Enquanto o Arsenal buscava sair da defesa, o City encurralava ainda mais, obrigando erros defensivos. O gol quase saiu com Sterling. O atacante não alcançou o cruzamento rasteiro de Sané.

Aos 17, após forçar a saída de bola, o City recuperou e Agüero cruzou para Kevin De Bruyne, que chutou de primeira e obrigou Cech a fazer boa defesa. Na sequência da jogada, o belga tabelou e arriscou de fora da área e estufou as redes, sem chances para o goleiro do Arsenal.

Se antes do gol o Arsenal não assustava, depois do revés, os Gunners não conseguiam trocar passes e criar jogadas. Já o City, apostava nos contra ataques e erros do time londrino. Em um contra ataque, Sterling desperdiçou a chance de ampliar o marcador. O atacante escapou pela direita e cruzou com muita força para Sané que não alcançou.

A única chance do Arsenal saiu apenas aos 45 minutos. O meia Ramsey recebeu de Sanchez, mesmo marcado conseguiu finalizar e Ederson se esticou para defender.

O segundo tempo foi mais aberto. Se no primeiro tempo o Arsenal não conseguia criar jogadas, na etapa final foi diferente. Aos 9 minutos, Iwobi chutou de longa distância, Ederson quase falha mas segura a bola em dois tempos, sendo derrubado por Ramsey.

Dois gols polêmicos e a vitória

Na segunda etapa, o City em busca do gol e com chance real. Só que desta vez, o gol saiu. O árbitro marcou pênalti inexistente de Monreal. Na cobrança, Sergio Agüero marcou: 2 a 0.

Com o City acomodado, o Arsenal saiu mais para o jogo. Então aos 19 minutos, os Gunners diminuíram com Lacazette, que saiu do banco para estufar as redes. Em boa troca de passe, Ramsey tocou para Lacazette que chutou cruzado na saída de Éderson.

Aos 22, Gabriel Jesus que entrou no lugar de Agüero, quase anotou o dele. Em cobrança de escanteio, a bola foi desviada e sobrou para o camisa 33, que finalizou para uma grande defesa de Cech. Só que aos 28, o brasileiro anotou o dele e com polêmica. Em posição irregular, David Silva cruzou para Gabriel Jesus que bateu de primeira para virar o jogo, 3 a 1. O segundo gol com polêmica.

Com a vitoria, o City soma 31 pontos no campeonato. No Arsenal, a quarta derrota na competição e a 6ª colocação, que deixa fora de qualquer competição europeia.

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *