Radar da Bola

City domina e goleia Liverpool por 5 a 0

Nem só de goleada foi o jogo. O clássico entre Manchester City e Liverpool teve a expulsão de Mané, após dividida com Ederson. O brasileiro saiu de maca enquanto Mané, viu dos vestiários um Liverpool sucumbindo no Etiha Stadium e ser goleado por 5 a 0.

O City vinha de empate fora de casa enquanto o Liverpool, de goleada em casa diante do Arsenal. Guardiola optou desta vez a formação 3-5-2, com Danilo na zaga e Mendy na esquerda. Já Klopp, não convocou Coutinho para a partida, alegando falta de ritmo de jogo.

A partida foi equilibrada nos primeiros minutos de jogo. O City buscava em De Bruyne, a alternativa de gol, já o Liverpool contava com Mané e Firmino na ofensiva. O City achou o gol aos 23, com incrível visão, De Bruyne tocou para Agüero, que invadiu a área, fintou Mignolet e abriu o placar. O gol do camisa 10 significou um recorde batido. O argentino chegou a 124 gols na Premier League, ultrapassando Dwight Yorke, ex-Manchester United, entrando no top 5 de estrangeiros artilheiros da competição.

O Liverpool tinha como alternativa o egípcio, Salah. O meia recebeu passe de Mané e bateu fraco para a defesa de Ederson. Gabriel Jesus estava sumido na partida mas aos 33, o atacante ganhou do defensor e parou em Mignolet, quase ampliando o marcador. No escanteio originado da jogada de Gabriel Jesus, Mignolet novamente salvou o Liverpool, pegando à queima roupa o chute de Stones.

Aos 36, veio a confusão! Em lançamento da defesa, Mané dividiu com Ederson. O senegalês foi com o pé no rosto do goleiro, que foi expulso direto, enquanto Ederson saiu de maca e deu lugar a Claudio Bravo. No acréscimos, Gabriel Jesus balançou as redes mas foi anulado. O camisa 33 estava à frente da linha da defesa. Com a lesão de Ederson a partida foi à 53 minutos e deu tempo para Gabriel Jesus desta vez balançar as redes. Em cruzamento na medida de Kevin De Bruyne, o jovem brasileiro subiu sozinho e estufou as redes, ampliando para 2 a 0.

Chuva de gols

O segundo tempo foi totalmente do City e visivelmente com um Liverpool frágil, com um a menos e mal postado em campo. Apesar de Klopp promover a estreia de Alex Oxlade-Chamberlain, ex-Arsenal, ele viu as chances de empatar o clássico sucumbirem.

Aos 7 minutos, Fernandinho tocou para Agüero que desta vez, não foi individualista e tocou para Gabriel Jesus bater de esquerda e anotar seu segundo gol, o terceiro do City. Com a desvantagem, o Liverpool não sabia o que fazer em campo, ou atacava e tomava mais gols, ou tentava se segurar na defesa e aceitar o 3 a 0. Porém, do outro lado, o City estava com fome de gol e encontrou a melhor vítima.

A partir do terceiro, o City não respeitou e foi com tudo. Em jogada pela esquerda com Mendy, o lateral esquerdo cruzou na área e Matip tentou afastar mas mandou em cima de Mignolet, que novamente salvou. Só que em mais uma jogada pela esquerda, Sané recebeu cruzamento de Mendy e bateu de primeira, anotando o quarto gol do City, virando goleada no Etihad Stadium.

Os 4 a 0 não tiraram a vontade do City. Agüero podia ter anotado seu segundo gol, mas viu Mignolet operar mais um milagre. O goleiro belga, se esticou e conseguiu evitar o quinto gol, um verdadeiro milagre. Mas aos 45 minutos, ele não pôde fazer nada. Sané recebeu sozinho e bateu colocado no ângulo, fechando a goleada em 5 a 0.

Esta foi a terceira vitória do City, que chegou a 10 pontos, assumindo a ponta da tabela. O Liverpool caiu para a 7ª posição, com 7 pontos. Na próxima rodada, o City visita o Watford, enquanto o Liverpool recebe o Burnley, podendo contar com o retorno de Coutinho.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *