Radar da Bola

Real domina e fatura a Supercopa da Espanha contra o Barcelona

O jogo da volta nesta quarta-feira foi à mostra da disparidade das duas equipes na atual temporada. O Real Madrid voltou a vencer o Barcelona, por 2 a 0 no Santiago Bernabéu. Com as duas vitórias, o clube merengue conquistou sua 10ª taça da Supercopa da Espanha. Com isso, já soma dois títulos na atual temporada 17/18, o primeiro foi a Supercopa da UEFA, vencido sobre o Manchester United por 2 a 1. 

O resultado no jogo de ida (3 a 1), tranquilizou a equipe do Real Madrid. Com um Barcelona novamente buscando um novo padrão de jogo, os comandados de Zidane não tiveram piedade e passaram por cima de seu maior rival.

Sem Cristiano Ronaldo suspenso e com a volta de Modric. Zidane optou por Lucas Vazquez no lugar do português. Do lado catalão, Ernesto Valverde teve somente uma mudança, após péssima atuação no Camp Nou, Deoulofeu perdeu a vaga para André Gomes. Mesmo assim, o Barcelona não conseguiu se impor no jogo, apesar de Messi colocar uma bola na trave madrilenha.

Massacre e golaços

A primeira chance de gol saiu logo no primeiro minuto. Após escapada de Asensío pela esquerda, o atacante tocou para Modric que finalizou em cima de Umtiti. Com um inicio fulminante, o Real encontrou o gol aos 3 minutos e um golaço. O jovem Asensío, que marcou o último gol no jogo de ida, voltou a balançar as redes. O camisa 20 arriscou de fora da área e colocou a bola no ângulo, deixando Ter Stegen sem reação.

O Barcelona chegou ao gol madrilenho somente aos 11 minutos, em um chute sem direção de Suárez. O Barcelona equilibrou a partida porém, esbarra na defesa. Em uma dessas boas chegadas, Messi parou em Navas, ao tentar passar pelo goleiro. Aos 18, Messi recebeu passe de Alba e cruzou para Suaréz, mas Sergio Ramos chegou antes do uruguaio, afastando o perigo. Apesar de equilibrar a partida, o Barcelona viu Lucas Vasquez carimbar a trave de Ter Stegen em chute colocado.

O segundo gol foi o retrato das duas equipes. Enquanto o Real estava faminto na partida, o Barcelona cochilava. Em uma dessas bobeadas, Busquets viu Lucas Vasquez roubar a bola e acionar Marcelo, o camisa 12 cruzou para Benzema que antecipou Umtiti e sem deixar a bola cair, mandou no canto do gol, ampliando para 2 a 0 e praticamente sacramentando a partida.

Barça assusta em vão

Como de praxe, o Real retornou mais acomodado na segunda etapa e viu o Barcelona acertar a trave suas vezes. Na primeira, Messi recebeu de Suaréz e tocou na saída de Navas, mas o camisa 10 acertou o travessão. A bola na trave acordou o Real. Em jogada de Benzema, o francês acertou um foguete no peito de Ter Stegen, que impediu o terceiro gol. O Barcelona voltou a atacar aos 18 minutos, em cruzamento de Alba, Sergi Roberto não conseguiu desviar a bola.

Apesar da derrota, o Barcelona chegava com mais perigo. Em uma cobrança de falta de Messi, Navas saiu mal do gol e viu Suárez cabecear para fora. Se a primeira etapa foi madrilenha, a segunda foi catalã porém, Messi e cia não aproveitaram as oportunidades. Aos 25 minutos, Suaréz deu belo passe para Sergi Roberto que tocou fraco em cima de Navas. Na sequência da jogada, Messi chutou, novamente Navas espalmou e no rebote, Suárez cabeceou no pé da trave e viu a bola sair. Se pra um lado as chances se tornam gol, para outro, a fase não ajuda.

Nos minutos finais, os visitantes insistiam em suas chegadas ao ataque porém, sem sucesso. O apito final, aliviou torcida apesar do placar agregado (5 a 1) estar elástico e gritar pela 10ª vez campeão da Supercopa da Espanha.

Com mais um caneco, Zidane chegou ao seu sétimo título em apenas um ano e meio de carreira. Já Ernesto Valverde terá que ‘colher os cacos’ e reajustar a equipe para a estreia do Campeonato Espanhol. As duas equipes farão suas estreias no domingo. Enquanto o Barcelona recebe o Bétis às 15h15 (de Brasília), o Real Madrid buscará manter seu título diante do La Coruña, fora de casa às 17h15 (de Brasília).

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *