Radar da Bola

Deu Papão: Paysandu não toma conhecimento do Internacional, e vence por 1 a 0

Bola rolando em Belém pela 3ª Rodada da Série B do Brasileirão, e o Paysandu recebeu o Internacional de Porto Alegre. Com o mesmo número de pontos, os times buscaram o G4, melhor para o Papão, que fez o dever de casa, e levou o jogo por 1 a 0. Os donos da casa começaram a partida estudando o adversário. O Internacional chegou bem, e logo aos cinco minutos, Nico recebeu uma boa bola na pequena área, e chutou, mas ele pegou mal e a bola passou por cima do gol. O time do Paysandu tratou de ligar o alerta, o susto fez o Papão se organizar em campo, e partir para o ataque.

Com a torcida a seu favor, o Papão da Curuzu armou bem as jogadas, e conseguiu chegar com rapidez ao campo adversário. Com o time em sintonia, o Paysandu tocou a bola, e administrou bem. O Inter acabou entrando no jogo do Paysandu, o time parecia desarrumado, e sem foco, e não conseguia chegar. O meio de campo acabou virando uma trincheira, na disputa pela bola, os times fizeram muitas faltas, algumas violentas, mas o árbitro segurou o jogo no apto.

Apesar da pressão do Paysandu, o Internacional se fechou na zaga, Daniel segurou bem os ataques e foi salvando o time de Porto Alegre. Em um dos bons lances do jogo, o goleiro do Inter acabou dando mole para Marcão após uma bola recuada, o goleiro tentou um drible contra o atacante, Marcão dividiu, e por pouco não roubou bola, o goleiro no susto mandou para fora. Bom lance para o Paysandu, mas o primeiro tempo ficou no empate mesmo!

Na volta dos vestiários, o Inter meche: sai Ednílson, e entra Marcelo Cirino, um reforço no ataque que até faz uma diferença nos primeiros minutos. Mas aos poucos o Paysandu vai se chegando, e volta a ficar perigoso. Após algumas investidas, o Papão chega bem! Aos 17 minutos, em uma jogada individual, Fernando Gabriel invade a pequena área, se livra da zaga, e chuta direto para o gol. Um lance que leva a torcida à loucura! Paysandu 1 a 0.

Ainda atordoado com o gol, o goleiro Daniel apronta mais uma com a torcida. Ao devolver a bola para Gutiérrez, ele não percebe a chegada de Marcão, que rouba a bola e na hora de chutar para o gol, acaba se desequilibrando. Com 23 anos, o estreante Daniel está tentando se firmar, e na pressão do Mangueirão, foi difícil para o rapaz. Difícil também para os clubes foi o gramado, todo mundo reclamou da qualidade do “tapete”, que fazia a bola correr demais, e os jogadores escorregarem.

Os últimos minutos de partida foram de pressão dos dois lados, e uma dose de angústia por parte do Internacional. Querendo o empate, o time fez de tudo para chegar ao gol: teve bola na trave; pressão em cima do juiz para acelerar as cobranças de faltas; cobrança por mais acréscimo, e bolas roubadas, foram tantas que mal deu para contar! Com um toque de bola ainda com jeito de Série A, o Inter bem que tentou, mas em Belém, no caldeirão do Mangueirão, quem mandou no jogo foi o Papão!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *