Radar da Bola

Borussia Dortmund demite técnico e perde Reus no fim da temporada

O término da temporada 2016/17 para o Borussia Dortmund foi em alta e ao mesmo tempo, em baixa. Após a conquista do 4º título da Copa da Alemanha, no último sábado diante do Eintracht Frankfurt, os aurinegros tiveram poucos dias para comemorar, isso porque, na partida decisiva, Marco Reus novamente se lesionou e desta vez ficará alguns meses fora dos gramados.

O clube confirmou na segunda-feira, que o meia sofeu uma ruptura parcial do ligamento cruzado do joelho direito. O jogador de 27 anos se machucou em uma jogada anterior ao gol de Aubameyang e teve de ser substituído. Vale lembrar que suas lesões mais sérias ocorreram próximas aa grandes competições de seleções. Na Copa do Mundo de 2014 e Eurocopa 2016 estava machucado e teve de ser cortado. Desta vez, a Alemanha participará da Copa das Confederações porém, não foi convocado por Joachim Löw.

Outra baixa foi anunciada na manhã desta terça-feira. O técnico Thomas Tuchell confirmou sua saída do clube. O comunicado veio pelas redes sociais: no Twitter. Na mensagem, ele agradece os dois anos que comandou a equipe, os jogadores e o apoio da torcida.

Sua saída era dada como certa. A principal causa veio diante do atentado antes da partida da Champions League diante do Monaco, em que, houve uma explosão no ônibus do clube em direção ao estádio. A comissão técnica e os jogadores não queriam jogar a partida no entanto, a diretoria do Borussia interveio e aceitou o adiamento porém, manteve a partida no dia seguinte para ira do treinador. Fora divergências com a diretoria, fontes ligavam que o treinador tinha problemas com alguns jogadores e este foi o estopim da não renovação de seu contrato.

O clube, inclusive, deu a entender que problemas internos contribuíram para a decisão: “O bem-estar do clube Borussia Dortmund, o que é mais importante do que o sucesso esportivo, sempre será mais importante do que indivíduos e possíveis diferenças entre eles”.

O técnico chegou ao clube em 2015, vindo do Mainz 05. Ele tinha a missão de suprir a saída de um dos maiores técnico do clube, Jurgen Klopp que havia se transferido para o Liverpool. Foram 108 jogos à frente dos aurinegros com 68 vitórias, 23 empates e 17 derrotas, aproveitamento de 63% dos pontos.

O favorito para assumir o Dortmund, que estará na próxima Uefa Champions League, é Lucien Favre, que fez ótima campanha na França com o Nice.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *