Radar da Bola

Arsenal e City ficam no empate e se distanciam de seus objetivos

Pela 30ª rodada da Premier League, Arsenal e Manchester City ficaram no empate por 2 a 2. Com o resultado, o Arsenal se distanciou da zona de classificação para a Champions League, enquanto City perdeu a oportunidade de encostar no líder Chelsea, que sofreu revés em casa.

Antes da bola rolar, torcedores dos Gunners fizeram protesto contra Arsene Wenger, exigindo sua saída ao término desta temporada. Com a bola rolando, o City não demorou para mostrar as caras. Aos 5 minutos, Sané recebeu belo passe de Kevin De Bruyne, o alemão ganhou na corrida e com muita tranquilidade, driblou Ospina e abriu o placar da partida. Com o gol, os comandados de Guardiola pressionaram o Arsenal e comandavam as ações. De Bruyne poderia ampliar o placar mas mandou a bola na trave, o belga nesta temporada não está com muita sorte, dentre as ligas europeias, ele é jogador que mais acertou a trave adversária. Na sequência da jogada, David Silva parou em Ospina. O Arsenal somente assustou o City aos 39 minutos e foi letal. Após vacilo da defesa ao interceptar a bola, Walcott que não tinha nada a ver, aproveitou e sozinho empatou a partida.

O empate não freou a pressão dos citizens, De Bruyne fez boa jogada pela esquerda e tentou o cruzamento e mandando novamente na trave. No rebote, David Silva tocou para Aguero, o argentino sozinho bateu cruzado e concretizou a virada para o City. Nos acréscimos, o Aresnal voltou a assuatr com Walcott, que bateu por cobertura e mandou pela rede de fora.

Se a primeira etapa foi movimentada, a segunda ficou devendo. A primeira chance clara veio aos 4 minutos na cabeça de Aguero. Em cruzamento de Navas, o argentino cabeceou mal e perdeu grande chance. Se o argentino não aproveitou a chance, o alemão Mustafi não bobeou. Aos 7 minutos, em cobrança de escanteio, o zagueiro do time londrino subiu mais que os defensores e cabeceando para baixo, empatou novamente o jogo.

Com o jogo mais concentrado no meio de campo, City e Arsenal encontravam dificuldades para criar chances de gol. Do lado do Arsenal, Ozil novamente apagado enquanto Sanchéz mostrou o motivo de ser a estrela da equipe. O chileno mostrando muita raça e foi o mais perigoso da equipe londrina. Do lado do City, De Bruyne estava com muita liberdade no primeiro tempo, a última etapa foi diferente, o belga foi bem marcado pelos volantes e desativou a criação de jogadas dos azuis de Manchester.

Com o resultado, o City vai a 58 pontos, um a menos que o Liverpool, que assumiu a terceira posição, e a 11 do Chelsea, com 69. O Arsenal, por sua vez, fica no sexto lugar, com 51 pontos, dois de desvantagem para o Manchester United, quinto colocado com 53 e hoje se classificando para a Liga Europa.

As duas equipe voltam a campo na quarta – feira, o City visitará o Chelsea. Já o Arsenal, receberá o West Ham para o clássico londrino.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *