Radar da Bola

Guia da Copa do Mundo FIFA 2018: Arábia Saudita

Federação: A Seleção Saudita de Futebol

Confederação: AFC

Apelido: Os falcões verdes

Fundação : 1956

Histórico no Mundial: 1994, 1998, 2002, 2006

Melhor Colocação: Oitavas-de-Final (12º lugar)- 1994.

Jogo Histórico: Arábia Saudita 1 x 0 Bélgica- 1994

Destaque: Salem Al Dawsari, atacante do Villarreal

Promessa: Mohammad Al Sahlawi, atacante do Al Nasr

Como se Classificou: Os últimos 10 anos foram difíceis para a seleção do Oriente Médio, que não se classificou para as Copas de 2010 e 2014, além de não passar da fase de grupos das Copas da Ásia de 2011 e 2015. A volta por cima veio em 2017, quando o país se classificou para a Copa do Mundo da Rússia de 2018 após ficar em segundo lugar no grupo B das Eliminatórias da Ásia.

Outros títulos: Copa da Ásia (1984, 1988 e 1996) e Copa das Nações Árabes (1998 e 2002)

Convocação: O técnico Juan Antonio Pizzi divulgou no dia 17 de maio a pré-lista com 28 convocados para o mundial. Confira abaixo:

Goleiros:  Assaf Al-Qarny, Mohammed Al-Owais, Yasser Al-Musailem, Abdullah Al-Mayuf;

Defensores:  Mansoor Al-Harbi, Yasser Al-Shahrani, Mohammed Al-Breik, Saeed Al-Mowalad, Motaz Hawsawi, Osama Hawsawi, Omar Hawsawi, Mohammed Jahfali, Ali Al-Bulaihi;

Meio-campistas:  Abdullah Al-Khaibari, Abdulmalek Al-Khaibri, Abdullah Otayf, Taiseer Al-Jassim, Houssain Al-Mogahwi, Salman Al-Faraj, Nawaf Al-Abed, Mohamed Kanno, Hattan Bahebri, Mohammed Al-Kwikbi, Salem Al-Dawsari, Yehya Al-Shehri;

Atacantes:  Fahad Al-Muwallad, Mohammad Al-Sahlawi, Muhannad Assiri.

Rivais na 1ª fase da Copa 2018:

Grupo A, ao lado de Rússia, Uruguai e Egito

Expectativa:

A Seleção teve seu ápice entre os anos de 1994 e 2006, quando disputou suas únicas quatro Copas do Mundo. A melhor campanha foi conquistada logo no ano de estreia, quando chegou as oitavas-de-final da competição, sendo eliminada pela Suécia.

A Arábia Saudita está em um nível muito abaixo de seus rivais de grupo do Mundial, sendo uma surpresa enorme a classificação para as oitavas. O time árabe não possui uma boa defesa, além de não possuir um padrão de jogo definido, já que teve 3 treinadores somente no ano de 2017.

Porém a chegada de Pizzi ao comando da seleção pode dar uma esperança aos sauditas, pois o treinador já obteve grande sucesso com o Chile, vencendo a Copa América de 2016.

Tabela:

14/06 – 12h – Rússia x Arábia Saudita – Estádio Luzhniki (Moscou)

20/06 – 12h – Uruguai x Arábia Saudita – Arena Rostov (Rostov do Don)

25/06 – 11h – Arábia Saudita x Egito – Arena Volgogrado (Volgogrado)

 

 

 

 

One Comment

  1. Quakeonthelake

    junho 4, 2018 at 11:55 am

    Valeu Marcelle!!! Obrigado querida!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *