Radar da Bola

Furacão se complica em jogo de ida da Copa do Brasil

Levando virada nos acréscimos para o Cruzeiro, Atlético-PR perde por 2×1 e completa quatro derrotas seguidas

O Atlético-PR perdeu por 2 a 1 para o Cruzeiro, jogando em, e conseguiu complicar sua situação na disputa pela vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Ao fim da partida, o técnico Fernando Diniz recebeu muitas críticas da torcida rubro-negra, já que completou sete jogos seguidos sem vitória e quatro derrotas seguidas.

Cruzeiro vence e leva vantagem para o Mineirão

O Furacão até saiu na frente ainda no primeiro tempo, com gol de falta de Thiago Carleto. Quando tudo parecia estar bom para o lado dos mandantes, a equipe atleticana sofreu o empate com gol de Henrique. O Cruzeiro aproveitou o erro da defesa atleticana e virou a partida nos acréscimos, garantindo a vitória.

Furacão marca e vê vantagem

Diferente de outras partidas desse ano, o Atlético-PR teve uma menor posse de bola durante a primeira etapa da partida, sofrendo uma intensa marcação do Cruzeiro. Mas a primeira chance no jogo foi rubro-negra. Aos 13’, a equipe atleticana levou a bola pelo meio, Rossetto recebeu ela, limpou a jogada e mandou um chute forte que o goleiro Fábio desviou para fora.

Aos 26’ o Cruzeiro deu um susto na torcida rubro-negra. Após cruzamento dentro da área do Atlético-PR, Sassá subiu mais que toda a marcação e desviou de cabeça. A bola passou perto do gol de Santos e saiu pela linha de fundo. Aos 34’, mais um susto para o goleiro Santos. Robinho recebeu na entrada da área, girou e bateu a bola colocada e com força. O goleiro rubro-negro fez uma defesa assustada mandando para cima e, na volta, ela bateu na rede por cima do gol.

O Furacão mostrou sua força na bola parada para conseguir sair na frente no placar. Aos 41’, em uma bela cobrança de falta de fora da área, Thiago Carleto bateu na bola de forma venenosa. Ela passou pela barreira, quicou na frente de Fábio e foi para as redes pelo lado direito.

Empolgados com a abertura do placar, os jogadores do Atlético-PR chegaram a marcar o segundo gol aos 44’. Após cobrança de falta, Thiago Heleno tocou de cabeça no segundo pau e José Ivaldo completou para o gol. Porém o assistente flagrou o impedimento do zagueiro na conclusão da jogada. Antes do intervalo o Cruzeiro ainda teve a chance de empatar, após erro na saída de bola. Arrascaeta recebeu na entrada da área, se livrou do marcador e tentou o chute cruzado, mas Santos fechou o ângulo e impediu a finalização.

Cruzeiro vira o jogo e leva a vantagem para Minas

O Atlético-PR começou o segundo tempo todo no ataque, focando somente a busca pelo segundo gol. Com apenas 2’, Pavez chutou firme e Fábio precisou tirar a bola com a ponta dos dedos. No lance seguinte, Pablo recebeu cruzamento de Thiago Carleto e mandou muito próximo da trave cruzeirense.

Aos 12’, Arrascaeta fez bela jogada pela esquerda e cruzou na cabeça de Sassá, mas o atacante do Cruzeiro estava um pouco adiantando e cabeceou sem jeito por cima do gol. No momento em que os donos da casa trabalhavam bem na marcação, um momento de falta de sorte resultou no empate. Aos 34’, Henrique recebeu a bola de muito longe, mandou o chute forte e ainda contou com o desvio da cabeça de Thiago Heleno. O desvio matou o goleiro Santos na defesa.

Aos 47’ veio a virada do Cruzeiro. No lançamento longo da zaga até o ataque, Raniel conseguiu escapar da marcação dos dois marcadores, entrar na área e mandar para as redes, garantindo a vitória.

A decisão pela vaga das quartas será depois da Copa do Mundo, dia 16 de julho, no Mineirão. Ambas as equipes voltam seu foco ao Brasileirão neste fim de semana. O Cruzeiro terá o clássico contra o Atlético-MG no sábado (19), no Independência. O Atlético-PR enfrenta o Fluminense, no Maracanã, no domingo (20).

FICHA TÉCNICA

Atlético-PR 1 x 2 Cruzeiro

ATLÉTICO-PR (3-5-2): Santos; Esteban Pavez, José Ivaldo e Thiago Heleno; Matheus Rossetto, Camacho, Lucho González (Bruno Guimarães) e Thiago Carleto; Raphael Veiga (Matheus Anjos), Pablo e Bergson (Marcinho)

Técnico: Fernando Diniz.

CRUZEIRO (4-5-1): Fábio; Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Rafinha, Robinho (Mancuello) e De Arrascaeta (Rafael Sóbis); Sassá (Raniel)

Técnico: Mano Menezes.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *