Radar da Bola

Atlético-PR consegue a classificação na Argentina

Mesmo perdendo por 2×1 para o Newell’s Old Boys, a equipe paranaense segurou a pressão e conseguiu se classificar na Sul-Americana

Mesmo sofrendo a pressão e saindo atrás no placar, o Atlético-PR está classificado para a segunda fase da Copa Sul-Americana. Depois da boa vantagem garantida no jogo de ida, o Furacão perdeu para o Newell’s Old Boys, por 2 a 1, na noite desta quinta-feira (10), na Argentina, e conseguiu avançar na competição.

Atlético-PR leva pressão na Argentina, mas consegue classificação na Sul-Americana

A facilidade estava longe do time paranaense na partida dessa noite. Podendo perder por até dois gols de diferença, o Furacão viu um adversário que foi para cima, buscou as oportunidades e conseguiu abrir o placar de 2 a 0. O adversário argentino estava convicto de buscar o placar para levar a decisão para os pênaltis. Porém Nikão foi o responsável pela redenção. Marcando na parte final de partida, o meia marcou o gol do alívio e garantiu a classificação da equipe para a segunda fase.

Pressão e gol da equipe argentina

A chuva não perdoou quem estava em Rosario para assistir a partida, e o campo pesado fez com que o Furacão optasse por administrar sua vantagem diante do adversário que precisava se expor para conseguir alcançar o resultado. Logo no início do primeiro tempo, a equipe argentina teve boas chances graças às bobeadas da defesa atleticana. Aos 9’, na chegada pela esquerda, Figueroa fez o cruzamento fechado, que quase entrou no segundo pau. Santos se esticou todo para tirar a bola. Logo em seguida, aos 11’, Rivero tentou o chute de fora da área. A bola chegou rasteira, mas Santos caiu bem para fazer a defesa.

A equipe argentina conseguiu chegar ao gol em uma jogada de transição rápida. Após roubada de bola no ataque, o contra-ataque foi armado em velocidade. Aos 36’, a bola encontrou Leal no meio de campo, se deslocando em velocidade e ultrapassando os zagueiros do Furacão. O atacante bateu na saída de Santos e abriu o placar.

No lance seguinte o Furacão tentou a resposta, com lançamento da direita para Pablo. Ele completou para a rede, mas estava impedido.

Atlético desconta e consegue a classificação

O Newell’s Old Boys continuou levando pressão aos brasileiros, e com isso teve as melhores chances também no segundo tempo. Logo no primeiro minuto, Fértoli foi levando a marcação toda do Furacão, atravessando o campo até entregar para Figueroa fazer a finalização dentro da área. Santos fechou o ângulo e salvou a equipe paranaense do segundo gol.

Aos 5’, após nova descida em velocidade do Newell’s, Leal estava pela direita, mas a demora no chute fez ele ser travado pela defesa rubro-negra. O Atlético-PR tentou uma resposta somente aos 11’. Após levantamento de Guilherme na área, Sills botou o braço para desviar e o árbitro sinalizou a penalidade máxima. Porém o assistente, que estava em cima do lance, assinalou a posição de impedimento de Lucho González, forçando o árbitro a voltar atrás em sua decisão.

Aos 21’ o Newell’s Old Boys voltou ao comando do jogo. No cruzamento pela esquerda, Leal desviou de cabeça dentro da área e mandou para o fundo do gol, ampliando o placar a favor dos argentinos. Precisando apenas de mais um gol para levar a partida para os pênaltis, o Newell’s continuou pressionando o Furacão. Aos 24’, Leal entrou na área, mas acabou desarmado. Na sobra, Figueroa chutou com força, mas Santos tirou o perigo.

O Atlético-PR passou a controlar as ações no final da partida e, aos 40’, Nikão apareceu após cruzamento de Renan Lodi da esquerda. O meia só precisou desviar a bola para o fundo das redes, carimbando a classificação atleticana para a segunda fase da Copa Sul-Americana.

A partida válida pela segunda fase da Copa Sul-Americana ainda não tem data, mas a previsão é de que aconteça somente após a Copa do Mundo. O Furacão volta a campo neste domingo (13), em compromisso do Campeonato Brasileiro, para enfrentar o Atlético-MG, na Arena da Baixada.

FICHA TÉCNICA

Newell’s Old Boys 2 x 1 Atlético-PR

NEWELL’S OLD BOYS (4-5-1): Ibañez; Nadalin, Bianchi, Fontanini e Ferroni; Sills (Alexis Rodríguez), Rivero (Torres), Bernardello, Figueroa e Fertoli; Leal

Técnico: Omar de Felippe.

ATLÉTICO-PR (3-6-1): Santos; José Ivaldo, Esteban Pavez e Thiago Heleno; Matheus Rossetto (Wanderson), Camacho, Lucho González (Bruno Guimarães) e Renan Lodi; Nikão, Guilherme (Raphael Veiga) e Pablo

Técnico: Fernando Diniz.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *