Radar da Bola

Projeto GIF está dando oportunidades para brasileiros no continente europeu

Todo jogador de futebol tem um sonho em comum, atuar no continente europeu. Porém, isso pode ser mais fácil do que pensam e muitos brasileiros estão aproveitando essa oportunidade.

Isso tudo é realizado pelo projeto GIF, fundado pelo brasileiro Da Silva e o alemão Uria Wuttke, que trabalham dando não só oportunidade, mas sim condições para os atletas realmente mostrarem o seu talento em busca de um contrato com um clube da Europa.

O projeto teve inicio em 2011 e cada vez mais vem caindo no gosto dos atletas, que estão recebendo uma oportunidade de ouro.

“Nós estamos desde 2011 no mercado, e sempre procurando evoluir e aprender com os melhores a cada dia. Buscamos um perfil de atleta que tem potencial, mas não recebeu uma oportunidade digna, com calma, para mostrar todo o seu futebol”, comentou Da Silva.

Sobre a funcionalidade do Projeto GIF, Da Silva ressalta que é um trabalho fácil de se entender.

“Nós trazemos o jogador para a Europa e encaminhamos para os clubes, onde ele é avaliado e dependerá apenas dele mesmo para ser aprovado. Oferecemos alojamento, alimentação, transportes para os treinos, assessoria e tradutor”, disse Da Silva.

“O atleta fica com a gente durante 30 dias, nesse período é encaminhado para 3, 4 clubes, de divisões de acordo com o futebol apresentado por ele. Graças a Deus estamos com bastante jogadores sendo aprovado e mudando de vida através do Projeto GIF”, finalizou o idealizador brasileiro.

Confira alguns depoimentos de atletas, que fazem parte do Projeto GIF

“Eu conheci o projeto através de um amigo, o Matheus, que também faz parte dele. Com certeza recomendo, é um ótimo projeto, que dá oportunidades para jovens como eu, que sonham em jogar na Europa e buscam alavancar a carreira”, Denílson,  18 anos, jogador do Rw Neuenhagen.

“Um amigo do meu tio me indicou, achei interessante o projeto e resolvi tentar buscar o meu sonho. Com certeza eu indicaria o projeto, é uma grande oportunidade”, Gabriel, de 20 anos.

“As condições aqui são muito boas, o alojamento é grande, bem espaçoso, a alimentação é ótima, temos um bom macarrão, arroz, misturas como ovo, carne moída, almôndegas, bastante variedades,  frutas, pão, leites, sucos, café e muitas outras coisas”, Juninho, de 21 anos.

“Eu conheci o projeto através de familiares. A estrutura aqui é muito bacana, alimentação nota 10, tudo do bom e do melhor, não deixam faltar nada para um atleta realmente mostrar o seu futebol. O GIF faz tudo para um grande rendimento dos seus atletas”, Junior Recife, 28 anos, jogador do Neuenhagen.

“Está sendo incrível! O que temos de melhor na profissão é o conhecimento que adquirimos em lugares diferentes, e aqui está sendo assim. Estou conhecendo novas culturas, novas pessoas, novos costumes, está sendo incrível para a minha vida. Conheci o projeto através de dois amigos meus que vieram pra Alemanha através dele, até então não conhecia. As condições (No projeto) foram as melhores possíveis. Boa recepção, bom tratamento no tempo de convívio e o mais importante, bom trabalho e comprometimento”, Dodô, 20 anos, SV Rot Weiss Wittlich.

“O melhor é impossível. Todos os dias nos perguntam como estamos, se estamos gostando, se estamos precisando de algo, sempre atenciosos, preocupados com o nosso bem estar. Eu recomendo (o projeto), é o melhor projeto que já participei”, Brendon, 23 anos, SV- Rot Weiss Wittlich.

“É bem tranquilo, sempre tem um cafezinho pronto quando acordo. Tomamos café da manhã sempre junto, a Lilly prepara e nos deixa muito a vontade. Temos o almoço e quando não está muito frio às vezes saímos para passear.  A noite temos treino, e quando retornamos a casa a janta também já está pronta, que é o que nos aquece no frio (risos)”, Tiago Garcia, de 23 anos.

Facebook

Twitter

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *