Radar da Bola

Veja como ficou a distribuição de cotas de tv para o Campeonato Mineiro 2018

Apesar de ser o segundo estado mais populoso do país, Minas Gerais aparece em 4º lugar na lista, considerando a soma de todas as cotas de transmissão dos Estaduais. O contrato atual, que aumentou a receita em 56% em relação ao acordo anterior, de 2012 a 2016, tem valores bem semelhantes ao do Gaúcho. A base de ambos é a mesma, com ao menos R$ 1 milhão por participante. Aqui, porém, o patamar intermediário é mais robusto, com o América recebendo mais que o Paraense, o Baiano e o Cearense. Em 2018 o torneio ganhou uma data a mais, com a implantação das quartas de final.

Contrato: Globo Minas (2017-2021), inclui pay-per-view
Alcance da TV aberta: MG (20,7 milhões de telespectadores)
12 clubes (de 11 a 16 jogos para qualquer participante)

Cota: R$ 36 milhões
Premiação: nada
Total: R$ 36 milhões

Cota 1 (2 times) – R$ 12 milhões (Atlético-MG e Cruzeiro)
Cota 2 (1 time) – R$ 3 milhões (América)
Cota 3 (9 times) – R$ 1 milhão (Boa Esporte, Caldense, Democrata, Patrocinense, Tombense, Tupi, Uberlândia, URT e Villa Nova)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *