Radar da Bola

Tudo igual no Maracanã: Coxa e Fluminense ficam no empate

Coxa leva virada, mas consegue empatar com os donos da casa. Equipes conquistam ponto importante para se afastar da zona de rebaixamento

O Coritiba garantiu um ponto importante na noite desta quarta, empatando em 2 a 2 com o Fluminense, no Maracanã. A equipe paranaense respirou aliviada junto aos seus torcedores, se distanciando da zona de rebaixamento. O empate deu ao Coxa três pontos de diferença do Sport (primeira equipe na degola), além de somar cinco jogos sem perder, com três vitórias e dois empates.

Cléber Reis vai do inferno ao céu em uma única partida

O Coxa até saiu em vantagem no placar, com gol de Werley, mas o Tricolor carioca foi para cima no início do segundo tempo e conseguiu a virada no placar, contando com gol contra de Cléber Reis (além do feito por Henrique Dourado). O zagueiro coxa-branca quis se redimir com a torcida alviverde e balançou a rede para seu time também, garantindo a igualdade dos marcadores.

Coxa sai na frente no finzinho do primeiro tempo

Os objetivos eram distintos. Enquanto os visitantes buscavam o afastamento da zona de rebaixamento, O Fluminense ainda sonha com uma vaga na Libertadores. Os cariocas começaram melhor na partida, assustando o adversário já aos 3’. Marcos Junior recebeu a bola de Dourado e mandou para a rede, mas estava em impedimento. Já aos 4’, Douglas chutou rasteiro da entrada da área e o goleiro Wilson se esticou todo, impedindo o primeiro gol da partida.

O Coxa chegou com perigo somente aos 7’, quando Thiago Carleto chutou forte de fora da área, mas Diego Cavalieri mandou direto para escanteio. Jogada parecida com a de Yan Sasse que, aos 30’, chutou rasteiro da entrada da área e o goleiro do Flu espalmou novamente para escanteio. Carleto voltou a aparecer na reta final do primeiro, dando início à jogada que resultou no primeiro gol. Após cobrança de escanteio na área, Alan Santos ajeitou de cabeça e Werley completou para o fundo das redes, colocando o Coxa na frente do placar.

Fluminense consegue a virada, mas Coxa busca o empate

Parecia tudo bem equilibrado no início do segundo tempo, mas uma falha da defesa coxa-branca garantiu o empate do Flu. Aos 9’, após escanteio, Henrique Dourado mandou de cabeça em direção ao gol, Cléber Reis desviou e mandou contra o próprio gol. No minuto seguinte, o Fluminense virou rapidamente a partida. Os zagueiros alviverdes erraram em mais uma jogada aérea, e deixaram Henrique Dourado livre para cabecear a bola para o fundo das redes.

Aos 23’, quase outro gol contra acontece na partida, mas dessa vez favorecendo o Coritiba. Tiago Real cruzou na área, Matheus Alessandro desviou errado e surpreendeu Cavalieri, que defendeu e impediu o quase gol contra. O Coxa não se abateu com os gols sofridos e buscou a bola parada para empatar a partida. Aos 24’, Cléber Reis conseguiu se redimir com os companheiros de equipe e a torcida alviverde. Após cobrança de escanteio de Thiago Carleto para o meio da área, o zagueiro subiu mais que todo mundo e empatou a partida. Aos 31’ o Coxa ainda teve chance de virada com Kleber, que recebeu na esquerda, cortou o marcador e chutou forte, mas o volante Wendel salvou. Vale lembrar que Kleber Gladiador voltou a jogar depois de quase dois meses parado, tratando problemas físicos. Sua última partida foi no Atletiba em setembro.

Ambas as equipes voltam a campo no domingo (12), em partidas válidas pela 34ª rodada do Brasileirão 2017. O Fluminense vai até Belo Horizonte encarar o Cruzeiro, às 19h. Já e o Coxa recebe a Ponte Preta, também às 19h, em duelo direto na luta contra o rebaixamento.

FICHA TÉCNICA

Fluminense 2 x 2 Coritiba

FLUMINENSE (4-5-1): Diego Cavalieri; Lucas (Matheus Alessandro), Renato Chaves, Henrique e Marlon; Mateus Norton (Wendel); Gustavo Scarpa, Douglas, Sornoza e Marcos Júnior (Wellington Silva); Henrique Dourado

Técnico: Abel Braga.

CORITIBA (4-4-2): Wilson; Léo, Werley, Cléber Reis e Thiago Carleto; Jonas, Alan Santos, Yan Sasse (Getterson) e Tiago Real; Rildo (Kleber) e Henrique Almeida

Técnico: Marcelo Oliveira.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *