Radar da Bola

Veja quais jogos devem ter o árbitro de vídeo na próxima rodada do Brasileirão

A CBF chegou à conclusão que apenas os estádios do Morumbi, em São Paulo, e do Maracanã, no Rio de Janeiro, reúnem condições técnicas e operacionais para cabine de vídeo e estrutura para o recurso do árbitro de vídeo na rodada do próximo fim de semana do Campeonato Brasileiro. Mas a estreia do VAR (video assistant referee, em inglês) ainda é incerta porque falta preparar os juízes.

Três profissionais estão em treinamento na sede da Conmebol, no Paraguai, e só retornam ao Brasil entre a noite de sexta e madrugada de sábado. No domingo, São Paulo e Corinthians jogarão no Morumbi, às 11h (de Brasília). Às 16h, será a vez de Fluminense e Palmeiras se enfrentarem no Maracanã. Ambos duelos serão pela 25ª rodada do Brasileiro.

A CBF pretende bater o martelo nesta sexta-feira. Até este momento é certo que os oito estádios que vão abrigar o restante dos jogos da rodada não reúnem condições técnicas para utilização do árbitro de vídeo.

A ideia da Comissão Nacional de Arbitragem era estrear a ferramente nos dez jogos, mas chegou-se a um consenso de que o prazo é curto para que toda a estrutura necessária seja montada. Além do treinamento aos árbitros.

Hoje, apenas Wilton Sampaio, Sandro Meira Ricci e Anderson Daronco estão sendo treinados pela Conmebol. Os assistentes Marcelo Van Gasse e Emerson Carvalho já passaram pelo procedimento e têm condições de executar o VAR.

A ideia original da CBF era implementar o árbitro de vídeo no próximo ano, mas o erro crasso cometido no jogo entre Corinthians e Vasco, no último domingo, que terminou com vitória corintiana por 1 a 0, com o tento assinalado por Jô com o braço, aumentou a pressão contra a entidade, fazendo com que ela decidisse antecipar a estreia.

A CBF está amparada pelo regulamento geral do Campeonato Brasileiro, que prevê essa condição em seu Artigo 77. O documento foi assinado por todos os clubes da Série A.

Segundo a International Football Association Board (IFAB), o árbitro de vídeo só poderá ser usado em quatro situações: lances de gol; dúvida sobre pênalti dentro ou fora da área; identificação de jogadores para advertência; e gravidade para expulsão.

O uso do VAR está descartado para qualquer situação fora desses quatro contextos.

Fonte: ESPN

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *