Radar da Bola

Libertadores 2017: quatro times em busca da América

Quatro times e só um objetivo, conquistar a Copa Libertadores da América 2017. O mais importante torneio sul-americano chega às semi-finais com times copeiros e outros que ainda buscam entrar para a história. Grêmio e River Plate jogam para defender suas hegemonias enquanto Barcelona de Guayaquil e Lanús mantém o sonho da primeira taça.

As datas desta fase ainda serão confirmadas pela Conmebol, mas ocorrerão entre os dias 24/10 e 2/11.

River Plate x Lanús

O clássico argentino promete pegar fogo. O tri-campeão River Plate (1986,1996 e 2015) vem realizando uma boa campanha até aqui, depois de ficar em primeiro lugar do grupo 3, onde enfrentou as equipes do Emelec-EQU, Ind. Medellin-COL e Melgar-PER, o time do técnico Marcelo Gallardo passou pelo Guarani-PAR nas oitavas de final com uma vitória fora de casa e um empate, e vem de uma classificação para essas semi-finais de forma épica. Depois da derrota no jogo de ida por 3×0 para o boliviano Jorge Wilstermann, os “Los Millionarios” aplicaram a maior goleada dessa Libertadores aplicando um sonoro 8×0, com direito à cinco gols do atacante Scocco, que entrou de vez na briga pela artilharia da competição.

Scocco fez história aos marcar cinco gols na vitória contra o Jorge Wilstermann

Já a equipe do Lanús vem também de uma boa campanha na primeira fase, onde ficou em primeiro lugar no grupo 7, onde enfrentou o Nacional-URU, a Chapecoense e os venezuelanos do Zulia. Na fase de oitavas de final, os argentinos despacham o The Strongest-BOL, após um empate na bolívia e uma vitória em seus domínios. E chegam à essa semi-final depois de eliminarem mais um argentino, o San Lorenzo. Em dois jogos muito acirrados, e uma vitória para cada lado, a classificação só veio nos pênaltis. O atacante Sand, com seis gols, é outro jogador que briga pela artilharia.

Sand é a esperança do Lanús em busca do título inédito da Libertadores

Barcelona-EQU x Grêmio

A equipe de Guayaquil volta à ter destaque na Libertadores, e procura voltar ao uma final, o que já ocorreu nos anos de 1990 e 1998, perdendo o título para Olímpia-PAR e Vasco, respectivamente. Na campanha de 2017, o Barcelona terminou na segunda posição do grupo 1 na primeira fase, onde enfrentou Botafogo, Estudiantes e Atlético Nacional-COL. Já na fase mata-mata os equatorianos viraram o carrasco dos times brasileiros até então. Nas oitavas de final eliminaram o Palmeiras, que era dado como um dos favoritos ao título, após uma vitória em casa e uma derrota em São Paulo que levou para a classificação nos pênaltis. E nas quartas de final, após um empate frustrante em casa com o Santos, o time do atacante e artilheiro da equipe com cinco gols Jonatan Álvez venceu em plena Vila Belmiro.

Jonatan Álvez tentará levar o Barcelona-EQU a mais uma final de Libertadores

O Grêmio do técnico Renato Gaúcho chegou à abrir mão da disputa do título brasileiro desse ano para se dedicar ao torneio sul-americano, e até agora vem mantendo o time firme em busca do tri campeonato, já que venceu a Libertadores em 1983 e 1995. Depois de uma primeira fase tranquila, onde ficou com a primeira colocação no grupo 8, que tinha também Guarani-PAR, Deportes Iquique-CHI e Zamora-VEN, o tricolor gaúcho passou pelo argentino Godoy Cruz nas oitavas de final, após duas vitórias e vem duas partidas muito equilibradas contra o Botafogo, onde conseguiu a classificação às semi-finais com um empate no Rio de Janeiro e uma vitória suada em casa, por 1×0, gol do artilheiro da equipe no torneio, Lucas Barrios, que tem seis gols até agora.

Lucas Barrios comanda o Grêmio em busca do tri da Libertadores

Lembrando que o campeão da Libertadores garante além da vaga para a Recopa do ano que vem, a vaga para o Mundial de Clubes, que acontece em dezembro desse ano, nos Emirados Árabes.

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *