Radar da Bola

Dourado brilha, marca dois e dá vitória ao Flu sobre o Atlético-MG

Com o resultado, o tricolor repete o placar do primeiro turno, quando ganhou pelos mesmos 2 a 1 no independência.

Fluminense Atlético Mineiro entraram em campo nesta segunda-feira (21) para o fechamento da segunda rodada do returno. Enquanto Abel Braga apostava no entrosamento da equipe, repetindo o mesmo time pela segunda vez seguida, Micale surpreendeu e barrou Robinho e Fred, deixando a dupla no banco para a entrada de Luan e Rafael Moura.  Jogando em casa e com o apoio da torcida, o Fluminense começou o jogo bem melhor, com os dois laterais subindo o tempo todo ao ataque. Na primeira chegada ao ataque, Lucas bateu lateral para a área, Dourado desvio e Wendel bate no canto, mas Vitor fez ótima defesa. Aos 11, em uma dessas subidas, quase abriu o placar. Léo avançou pela esquerda e deu bom passe para Dourado, que finalizou para boa defesa de Vitor. O Atlético se assustou e tentou sair para o jogo, mas não conseguia ameaçar. Só chegava em bola aéreas mas que não levavam perigo ao gol de Júlio César

Aos 24 o Flu voltou a assustar. Scarpa recebeu ótimo passe de Léo pela esquerda e finalizou de primeira. A bola desviou na zaga mineira e encobriu por pouco a meta de Vitor.

No lance seguinte o tricolor quase ampliou, Lucas entrou em diagonal pela direita e bateu rasteira, para outra ótima defesa do goleiro do Galo.

Dourado usa sua comemoração tradicional para agitar a torcida no primeiro gol do Flu. (Foto: Edgar Maciel de Sá)

Apesar da noite fria que fazia no Rio, o jogo era muito bom. Em outra boa subida de Léo pela esquerda o Flu voltou a chegar perto do gol. O lateral cruzou rasteiro, Dourado dividiu com o zagueiro e a bola sobrou para Scarpa, que ainda teve tempo para ajeitar o corpo e finalizar de esquerda. Mas Vitor, melhor em campo até então fez ótima defesa com o pé direito, salvando o Galo pela quinta vez na partida. Na sequência, Wellington Silva que estava apagado na partida disputou uma bola com Luan no meio de campo e sofreu a falta. Em jogada ensaiada, a defesa do Atlético cochilou e Scarpa carregou até a entrada da área, batendo forte no canto, obrigando Vitor fazer outra boa defesa. Mas logo no lance seguinte, o próprio Scarpa cobrou escanteio no segundo pau e achou Henrique Dourado livre. O artilheiro tricolor cabeceou sem chances para Vitor, abrindo o placar para o Flu.

Com o gol tricolor, o Atlético partiu em busca do empate, e respondeu rápido. Cazares arriscou de fora da área e a bola passou à direita do gol de Júlio César, levando muito perigo ao gol tricolor. O tricolor passou a ter o contra-ataque a seu favor, e em um deles quase ampliou. Scarpa passou para dourado que saiu na cara de Vitor, o camisa 9 rolou pra Wendel sozinho. Mas o lance já estava parado por impedimento do Ceifador. Na sequência, o Galo voltou a assustar. Luan finalizou da entrada da área e a bola saiu raspando a trave esquerda de Júlio César.

Há essa altura o Galo já havia equilibrado o jogo e, teve mais uma  chance de empatar o jogo. Elias finalizou de fora da área mas Júlio César fez boa defesa para o Flu.

Final de primeiro tempo no Maracanã, Fluminense 1 x 0 Atlético Mineiro.

As equipes voltaram para o segundo tempo debaixo de chuva. E a água que caia no Maracanã, pareceu incendiar o Galo, que por duas vezes em menos de 2 minutos quase empatou a partida. Valdivia que entrou no lugar de Roger Bernardo, cobrou falta com muito perigo, na sequência em rápido contra ataque, Orejuela deu um carrinho por trás em Elias, acertando só a bola e impedindo que o volante atleticano saísse frente a frente com Júlio César.

Ao contrário do Atlético, a chuva parece ter esfriado o Fluminense que não conseguia tocar meia dúzia de passes certos. E o Galo voltou a ameaçar aos 7 minutos, Fábio Santos cruzou pela esquerda e Rafael Moura se jogou de carrinho para alcançar a bola, mas Júlio César bem colocado fez a defesa.  Aos 11 minutos, de novo pela esquerda, o Galo chega ao empate, Cazares lança para Valdivia dominar dentro da área e bater sem chances de defesa para Júlio César. Fluminense 1 x 1 Atlético Mineiro.

O gol do Maracanã, foi o primeiro de Valdivia com a camisa do Galo. (Foto: Divulgação)

Com o gol, o Atlético diminuiu o ritmo e o Flu voltou a ficar mais com a posse da bola. Aos 17 em falta cobrada por Scarpa quase saiu o segundo, mas Vitor bem colocado espalmou para escanteio.

Aos 25 debaixo de muita vaia, Fred ex Flu entrou em campo e como provocação ao ex capitão, a torcida cantou o nome do artilheiro Henrique Dourado. Aos 31 de novo com Valdivia, o Atlético quase virou, o camisa 20 bateu forte de fora da área e Júlio César fez grande defesa, jogando a bola com a ponta dos dedos para escanteio. Na cobrança, Luan escorou de cabeça e Júlio César fez a defesa sem dar rebotes.

Com os dois gols marcados, Henrique Dourado reassume a artilharia do Brasileirão e alcança melhor marca da carreira. (Foto: Divulgação)

Aos 41, a dobradinha voltou a funcionar. Scarpa cruzou para Dourado escorar de cabeça, no contrapé de Vitor. Fazendo o segundo dele no jogo e dando a vitória ao tricolor, que só administrou o resultado e esperou o apito final.

Fim de jogo no Maracanã, Fluminense 2 x 1 Atlético Mineiro

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *