Radar da Bola

Botafogo vence Nacional no Uruguai e dá grande passo para as quartas da Libertadores

João Paulo vibra com seu gol (Foto: Reuters/Andres Stapff)

O Botafogo foi a Montevideo, no Uruguai, querendo voltar com um empate ou mesmo uma derrota por pouca diferença de gols. Porém escreveu mais um capítulo de uma linda história de superação ao vencer o tradicional clube uruguaio por 1×0, gol de João Paulo, no Estádio Parque Central. Agora o Alvinegro joga pelo empate no dia 10 de agosto (quinta-feira) às 19:15 (horário de Brasília) no Estádio Nilton Santos e, com certeza, será casa cheia.

O JOGO

O Botafogo começou o jogo marcando muito e saindo nos contra-ataques, mas o início do jogo foi muito truncado, com poucas chances de gols de ambas as equipes. O Botafogo usava o contra-ataque como arma e o Nacional pressionava o Alvinegro, mas sem muita objetividade e sem assustar. Aos 14 minutos, após uma falta, Hugo Silveira apareceu na segunda trave e bateu cruzado. A bola atravessou a pequena área, Romero passou direto, a bola bateu na trave e ficou em cima da linha. Fernández chegou chutando e acertou a perna de Gatito. A bola voltou para a pequena área e Rafael García cabeceou para fora. Aos 28 minutos os uruguaios reclamaram toque de mão de Victor Luís na área, mas o árbitro mandou seguir o jogo. E na primeira chance concreta que teve, aos 37 minutos, o Botafogo não falhou: Rodrigo Pimpão foi lançado pela esquerda e achou Bruno Silva na área. O volante bateu errado na bola, mas João Paulo ficou com a sobra e mandou para o fundo das redes uruguaias fazendo o gol da partida.

Na volta ao segundo tempo, o Botafogo retornou para segurar o resultado e tentar fazer mais um gol. Os uruguaios tentaram uma pressão, mas novamente não conseguiram assustar. Aos 25 minutos, Victor Luís cruzou, Polenta afastou mal e a bola sobrou para Roger que bateu forte da entrada da área para uma boa defesa de Conde. E aos 48 minutos a única jogada de perigo do Nacional na etapa final: Polenta cruzou, Victor Luís não alcançou, Fernández bateu cruzado, mas Émerson Silva salvou na pequena área mandando para escanteio. Logo após o árbitro encerrou o jogo e quem festejou foi o visitante.

Nacional: Conde; Fucile (Kevin Ramírez), Rafael García, Polenta e Espino; Santiago Romero, Álvaro González e Felipe Carballo; Viúdez (Ligüera), Hugo Silveira (Diego Coelho) e Sebástian Fernández. Treinador: Martín Lasarte.

Botafogo: Gatito Fernández; Arnaldo, Joel Carli, Émerson Silva e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo (Camilo); Rodrigo Pimpão (Guilherme) e Roger (Marcos Vinícius). Treinador: Jair Ventura.

Cartões amarelos: Nacional – Fucile, Polenta e Santiago Romero. Botafogo – Bruno Silva e João Paulo.
Cartões vermelhos: nenhum.

Local: Estádio Parque Central, Montevideo (Uruguai)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *