Radar da Bola

Fluminense goleia Universidad do Equador no Maracanã e deixa classificação encaminhada

Com a goleada de 4 a 0 no Maracanã, o Fluminense pode perder por até 3 gols de diferença no Equador que mesmo assim garante a classificação.

Buscando fazer um bom resultado em casa para ter tranquilidade na hora de decidir no Equador, o Fluminense começou o jogo pressionando o time da Católica.

Apesar do domínio, nos primeiros 10 minutos, o Flu só conseguiu ameaçar o gol equatoriano com um chute de Dourado, que foi para fora. Já o time do Equador apostava nos contra ataques e, aos 8 … Saiu na cara de Júlio César, mas o bandeira já havia sinalizado o impedimento. Após o lance, a pressão tricolor passou a ser mais efetiva e, Scarpa esteve perto de abrir o placar por duas vezes. Na primeira, o chute do meia explodiu no defensor equatoriano. Na outra a bola passou à direita do gol de Galindes. Os lances do camisa 10 serviu para levantar os pouco mais de 13 mil torcedores que compareceram ao Maracanã. Que soltaram o grito quando Henrique Dourado após bate-rebate na área, finalizou livre, abrindo o placar. Flu 1 a 0. O tricolor continuou o abafa e chegou ao segundo logo no lance seguinte. Dourado cruzou pela esquerda, Galindes “deixou” a bola passar por debaixo dos braços e, Richarlison livre ampliou.

Henrique Dourado foi o grande destaque da partida, com 2 gols e 1 assistência. (Foto: Divulgação FFC)

A essa altura, o Fluminense era muito superior na partida e, sentiu que podia decidir o confronto ainda no primeiro tempo. Continuou a pressão e chegou ao terceiro. Wendel finalizou, o zagueiro cortou com o braço e o juiz assinalou o pênalti. Dourado foi para cobrança e como tem feito ao longo de toda à temporada, não desperdiçou. 3 a 0 Flu e, cabia mais.

Em nova jogada pela esquerda, Richarlison desviou de cabeça mas a bola foi por cima do gol. Final do primeiro tempo, Fluminense 3 x 0 Universidad Católica-EQUA.

Na volta para o segundo tempo, a Católica foi obrigada a trocar. O goleiro Galindez que se chocou com Dourado no primeiro tempo, deu lugar à Mosquera.

Quando a bola rolou, o jogo seguiu o mesmo ritmo que o primeiro tempo e, logo aos 2 minutos, Dourado teve a chance de fazer o quarto. Após belo passe de Scarpa, o Ceifador ficou livre dentro da área, mas parou em Mosquera que fez boa defesa. No lance o artilheiro do tricolor caiu no gramado sentindo dores e foi substituído por Pedro. Dourado deixou o campo muito aplaudido.

Assim como no primeiro tempo, o Fluminense seguiu atacando e aos 12, Wendel acertou belo chute de fora da área para ampliar. Fluminense 4 a 0, fora o baile.

Wendel acertou um belo chute de fora da área para fechar o placar com um lindo gol. (Foto: GloboEsporte)

Com a enorme vantagem o Fluminense passou a admirar o jogo. Aos 30, Wendel deixou o campo ovacionado pela torcida. Em seu lugar entrou Luquinhas, que fez sua estreia entre os profissionais do Flu.

Sem fazer muito esforço, o Flu quase fez o quinto. Após cobrança de escanteio, Henrique desviou e a bola passou com perigo à esquerda do gol de Mosquera.

Abel Braga ainda aproveitou o adversário entregue em campo, para colocar Welington Silva, afim de dar mais ritmode jogo ao atacante. E o camisa 11 quase deixou o dele. Após cruzamentode Scarpa, Pedro tentou uma bicicleta que virou passe para o atacante matar no peito e chutar cruzado. A bola passou raspando à trave.

Com o resultado, o tricolor pode perder até por três gols de diferença na altitude do Equador, que mesmo assim garante classificação à próxima fase. Jogo de volta está marcado para o dia 26 de julho.

 

 

Por: Douglas Wandekochen

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *