Radar da Bola

Em casa, Inter cede empate e se complica

Tarde de estreia de Guto Ferreira na casamata colorada neste sábado – em pleno Gigante da Beira-Rio, porém foi o Juventude que celebrou no final – ao alcançar o empate em 1 a 1 contra os donos da casa, pela Série B. Repetindo roteiro do que já havia acontecido na segunda rodada – contra o ABC-RN, o Internacional saiu na frente do marcador, com Nico López, mas Tiago Marques deixou tudo igual, de cabeça. O Colorado apenas não sofreu a virada graças a grandes defesas de Danilo Fernandes. Ao final, houve protesto da torcida do Inter, com vaias e confusão no pátio do estádio.

Primeiro Tempo

Armado no 4-3-2-1, o Inter de Guto Ferreira, começou o jogo com pouca produção ofensiva. Já o Juventude, agrupado atrás da linha da bola e com o propósito de sair em contra golpes, mostrava-se um adversário perigoso e disposto a incomodar no Beira-Rio.

Nesse cenário, os 30 minutos iniciais apresentaram-se morosos, sem criatividade ou empolgação. Chances de gol apareceram somente no quarto final da primeira etapa, com o Ju. Bruno Collaço obrigou Danilo Fernandes a uma boa defesa em cobrança de falta. Ainda, Caprini tentou duas vezes ao receber em profundidade. No segundo chute, Edenílson salvou em cima da linha. E os colorados voltaram para o banco de reservas sob vaias de irritados torcedores. Afinal, não era o mesmo time que havia superado o Palmeiras por 2 a 1 no meio de semana.

Segundo Tempo

No intervalo, Guto fez a sua primeira alteração tática. Substituiu Uendel por Carlos, centralizando D’Ale na armação, passando a usar o esquema 4-2-3-1. Com as alterações, o panorama mudou. Recém ingresso na partida, Carlos brigou pela bola na entrada da área… mas ela sobrou mesmo para Nico. E o uruguaio não perdoou: estufou as redes com um potente chute logo aos dois minutos. Carlos ainda perderia um tento daqueles imperdíveis, ao receber assistência do uruguaio.

Foi então que iniciou o terceiro momento da partida. Em vantagem, o Inter recuou, cedendo espaço para o time visitante. Por sua vez, o Juventude se lançou ao ataque com vontade, chegando ao empate graças a cabeçada de Tiago Marques. E o Alviverde somente não virou graças ao arqueiro colorado. Em chute cruzado, Danilo salvou a pátria e espalmou a batida de Ramon.

Classificação

Com o empate, o Inter deixou de dar um salto na tabela e encerrou a quarta rodada com cinco pontos, em décimo. Por outro lado, o Juventude é terceiro na tabela – com oito pontos. Pela quinta rodada da Série B, o Inter encara o Figueirense na terça-feira (6), em Florianópolis. No mesmo dia, o Juventude recebe em Caxias do Sul, o Criciúma.

Tensão

Para piorar, o clima ficou tenso ao final da partida. Cerca de 200 torcedores esperaram os jogadores no portão 8 e protestaram contra a má fase do time na Série B. Afinal, a equipe é apenas 10ª colocada na tabela.

Internacional 1 x 1 Juventude – Brasileiro Série B, 4ª Rodada

Local: Estádio Beira-Rio (Porto Alegre, RS)

Escalação Internacional: Danilo Fernandes; Junio (Fabinho), Léo Ortiz, Víctor Cuesta, Carlinhos; Rodrigo Dourado, Edenílson, Uendel (Carlos), D’Alessandro; William Pottker, Nico López (Eduardo Sasha). Técnico: Guto Ferreira

Amarelos: Uendel, 32/1ºT; D’Alessandro, 44’/1ºT; Edenílson, 48’/2ºT.

Gol: Nico López, 2’/2ºT

Escalação Juventude: Matheus Cavichioli; Vinícius (Micael), Domingues, Ruan, Bruno Collaço; Fahel (Diego Felipe), Lucas, Juninho e Leílson; Caprini (Ramon), T. Marques. Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Amarelos: Bruno Collaço, 30’/1ºT; Tiago Marques, 48’/2ºT; Leilson, 49’/2ºT.

Gol: Tiago Marques, 38’/2ºT

Público total: 18.626 / Renda: R$ 396.893,00

Arbitragem: Marcelo Aparecido R. de Souza, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (trio paulista)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *