Radar da Bola

Mãos santas do Santos

Em partida inspirada, goleiro do Santos tem boa atuação e trava toda e qualquer chance do Coxa – eu perde por 1×0 na Vila Belmiro

O Coritiba encarou seu segundo jogo no Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro, mas a tarde de sábado (20) foi marcada pelo grande desempenho do goleiro Vanderlei, do Santos.  Mesmo jogando fora de casa, com grande parte da torcida contra, o Coxa não se deixou abater e somou 22 finalizações na partida. Porém parou nas mãos da muralha santista.

Mal no jogo e ameaçado durante toda a partida, o Peixe se salvou de um placar arrasador pelas diversas defesas de seu goleiro, inclusive de um pênalti aos 47’ do segundo tempo. O Peie se deu bem na oportunidade de David Braz, ex-jogador alviverde, que usou a “lei do ex” para garantir a vitória da equipe paulista.

Primeiro tempo alviverde, mas gol do Santos

Logo aos 7’ minutos de jogo, Bruno Henrique cruzou, de cabeça, para David Braz empurrar a bola para o fundo do gol, abrindo o placar na Vila Belmiro. Porém as boas notícias para o Santos pararam por aí, já que Lucas Lima começou a sentir dores antes mesmo gol e não aguentou ficar no jogo, sendo substituído por Rafael Longuine.

Com desvantagem no placar, o Coxa se viu obrigado a partir para o ataque e pressionar o alvinegro mesmo dentro da Vila Belmiro. O empate só não aconteceu porque Vanderlei estava em um dia de muita inspiração. Aos 12’, Kleber chutou à queima roupa, dentro da área, e o goleiro defendeu. Já aos 17’, o goleiro alvinegro se esticou todo para agora segurar o chute de William Matheus. Em seguida a defesa foi da cobrança de falta de Tomas Bastos.

Mesmo com o destaque do Coxa e de suas grandes chances, foi os donos da casa que deixaram passar a chance mais clara da primeira etapa da partida. Aos 25’, Vladimir Hernández fez boa jogada, deixando Ricardo Oliveira na cara do gol. Porém o chute em cima do goleiro Wilson.

Mais chances e mais defesas

Com a volta das equipes para o segundo tempo, o jogo ficou mais lento. Mas o Coxa seguia em cima e Vanderlei continuava defendendo e salvando o Santos. Logo aos 7’, Matheus Galdezani fez fila na defesa santista, mas foi brecado pelo camisa 1, que teve seu nome gritado em todo o estádio.

Aos 11’ foi a vez do Santos quase ampliar, em um contra-ataque. Ricardo Oliveira avançou pelo lado direito, cruzou para Bruno Henrique que, em velocidade, bateu no contrapé de Wilson, errando o alvo. O time santista seguiu sendo bastante pressionado pelo alviverde.

Depois de tantas defesas, David Braz cometeu um pênalti infantil em cima do estreante Alecsandro. O próprio atacante partiu para a cobrança, mas o sábado era de Vanderlei. A bola parou no goleiro santista, decretando a vitória do Peixe na Vila.

O Coritiba volta a campo no próximo sábado (27), às 21h, contra o Vitória, no Barradão, em duelo válido pela terceira rodada do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

Santos 1 x 0 Coritiba

SANTOS (4-3-3): Vanderlei; Matheus Ribeiro (Copete), Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Leandro Donizete, Lucas Lima (Rafael Longuine) e Vladmir Hernandez (Jean Mota); Bruno Henrique e Ricardo Oliveira

Técnico: Dorival Júnior.

CORITIBA (4-4-2): Wilson; Dodô, Werley, Walisson Maia (Marcio) e William Matheus; Jonas, Matheus Galdezani e Tomas Bastos; Henrique Almeida (Alecsandro), Neto Berola (Getterson) e Kleber

Técnico: Pachequinho.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *