Radar da Bola

O Paraná é alviverde

Coritiba segura vantagem em jogo de ida, empata sem gols em jogo de volta e garante o Campeonato Paranaense 2017

A espera durou quatro anos, mas a festa voltou a acontecer no Alto da Glória. Polêmicas rondaram a edição 2017 do Campeonato Paranaense, e o maior clássico do Estado teve seu protagonismo nessa história. Na última partida desse estadual deu Coxa.

Ao vencer com vantagem e tranquilidade o jogo de ida na casa do rival, o time alviverde ficou no zero a zero na partida deste domingo (7). O Couto Pereira foi palco do último capítulo da novela Campeonato Paranaense 2017, e viu a equipe coxa-branca conquistar o título pela 38ª vez.

O Coritiba passou por grandes dificuldades durante o campeonato. Com um desempenho ruim e uma eliminação na Copa do Brasil, teve que lidar com demissão de técnico e pressão vinda da torcida. O auxiliar técnico Pachequinho assumiu o comando e ajudou a equipe superar toda a pressão. Enquanto isso o arquirrival alvinegro encarava Copa do Brasil e Libertadores, priorizando essas duas competições. Porém auxiliou a má fase do alviverde, quando ganhou por 2 a 0 o clássico na primeira fase.

Primeira etapa morna

Contando com o apoio da maioria da torcida presente no estádio, o Coritiba com mais presença ofensiva. Precisando correr atrás do prejuízo e mesmo tendo a maior posse de bola, o Furacão errou muitos passes e se mostrou nervoso dentro de campo.

Já nos 6’ de partida, o técnico Pachequinho se viu forçado a fazer a primeira substituição da partida. O atacante Iago Dias se lesionou ao tentar alcançar a bola, e no seu lugar entrou Neto Berola.

As principais chances na primeira etapa do clássico ficaram por conta dos donos da casa. Aos 11′ o meia Anderson recebeu pela direita e cruzou rasteiro para Kleber, que chutou por cima do gol. Anderson foi peça fundamental dentro da partida, já que organizava as ações ofensivas de sua equipe.

Aos 29′, Anderson tocou para Henrique Almeida, que lançou Kleber. O atacante chutou de primeira, mas Weverton defendeu com tranquilidade. Já aos 34’, Kleber recebeu passe nas costas da defesa e lançou para gol, fazendo com que o goleiro alvinegro defendesse. No rebote, Gladiador tocou, mas a zaga cortou.

O Atlético-PR ameaçava o goleiro Wilson em jogadas de bola parada, apostando suas fichas nos passes longos e nas inversões. Grafite tentou duas vezes, porém em ambas o atacante cabeceou para fora do gol. Já aos 45′, Matheus Rossetto cobrou falta de longa distância, Wilson estava adiantado e quase foi surpreendido, mas conseguiu se recuperar no lance.

Coritiba segura adversário e resultado

Mesmo sem alterações nos times, a postura das equipes foi outra para o segundo tempo. O Atlético-PR tentava apostar em jogadas mais trabalhas no campo ofensivo. Já o Coritiba valorizava mais a posse de bola. Mas quem estava ditando as regras da partida era o Furacão.

Aos 5’, Crysan recebeu a bola de João Pedro e tentou o chute colocado no canto, mas a bola apenas passou perto do gol. Ainda na tentativa do primeiro gol, o Atlético-PR quase comemorou com Marcão após cobrança de falta na área, mas o cabeceio foi salvo pelos pés do goleiro Wilson .

Aos 15’ de partida, após cruzamento de João Pedro, a bola carimbou a trave alviverde. Mas a bandeirinha levantada na lateral do campo assinalou o impedimento na melhor chance do Furacão na partida.

O Coritiba resolveu aproveitar sua vantagem e ficar apenas administrando a partida. A melhor chance alviverde aconteceu aos 38’ quando, em contra-ataque rápido, Henrique Almeida encontrou Anderson livre pela esquerda. O atacante bateu na saída de Weverton, mas o goleiro fechou o ângulo em boa defesa.

Em mais uma grande jogada de velocidade Anderson devolveu a boa jogada para Henrique Almeida, que tentou o chute cruzado e parou mais uma vez no goleiro rubro-negro. O Atlético-PR não conseguiu desorganizar a equipe do Coxa, resultando no 38º título estadual da história alviverde.

Já deixando o estadual para trás, o Atlético-PR já pensa nas oitavas de final da Copa do Brasil, onde encara o Santa Cruz na próxima quarta (10), no Arruda. Já o campeão paranaense 2017 espera a primeira rodada do Brasileirão, onde joga contra o Atlético-GO na segunda (15).

FICHA TÉCNICA

Coritiba 0 x 0 Atletico-PR

CORITIBA (4-3-3): Wilson; Rodrigo Ramos (Walisson Maia), Werley, Juninho e William Matheus; Alan Santos, Matheus Galdezani e Anderson; Iago Dias (Neto Berola) (Jonas), Henrique Almeida e Kleber

Técnico: Pachequinho

ATLÉTICO-PR (4-5-1): Weverton; Cascardo, Marcão, Wanderson e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto, Lucho González (Eduardo da Silva) e João Pedro (Yago); Crysan e Grafite

Técnico: Paulo Autuori.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *