Radar da Bola

Uma despedida amarga para o torcedor vascaíno.

“Enquanto houver um coração infantil, o Vasco será imortal”.  Desde pequeno andando pelos corredores de São Januário até o dia 5 de Abril de 2017, o zagueiro Luan Garcia Teixeira, se despede da frase marcante do clube da colina. Agora, o jogador segue sua carreira para a camisa alviverde paulista.

Cria da base do Vasco da Gama, Luan começou no clube desde os 13 anos de idade, fazendo parte da base vascaína. Em 2009, assinou seu primeiro contrato profissional. Entretanto, sua estreia no time principal ocorreu somente em 2012, no dia 5 de Setembro, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. De lá para cá, Luan fez 172 jogos pela equipe principal, marcando 12 gols. Também possui passagem pela seleção brasileira sub-20, tendo feito 12 jogos e marcado 2 gols.

Apesar disso, em 2016 o zagueiro passou a ganhar mais reconhecimento no mundo, ao fazer parte da seleção brasileira nas Olimpíadas no Rio de Janeiro. O Brasil sagrou-se campeão pela primeira vez na história dos jogos e Luan, mesmo sendo reserva participou de 3 partidas e foi decisivo para o título. Depois disso, o técnico Tite convocou o zagueiro para o jogo amistoso contra a Colômbia, no início do ano. Mas não foi utilizado durante o jogo.

O último dia de Luan como jogador do Vasco da Gama foi na quarta feira, dia 5 de Abril. Na entrevista coletiva, o zagueiro se emocionou várias vezes, mas consegui segurar as lágrimas ao falar sobre sua despedida ao clube que o trouxe para o futebol. “Achei que nunca chegaria esse momento. Antes de tudo quero agradecer a Deus pela oportunidade. Agradecer ao Vasco, ao presidente… eles que me trouxeram. Sempre fui muito firme com eles”.  O jogador ainda declarou que pretende voltar a jogar com a camisa cruz-maltina mais uma vez no futuro.

Luan foi negociado pelo valor de 10 milhões de reais, que serão pagos em cinco parcelas pela Crefisa, empresa e patrocinadora do Palmeiras que ajudou nas negociações. O clube paulista vai adquirir 60% dos direitos federativos do jogador, enquanto o Vasco irá manter 40% dos direitos do jogador.

Até o momento, Luan conquistou dois Campeonatos Cariocas (2015,2016), uma Taça Guanabara (2016) pelo Vasco da Gama; uma Copa Gazetinha Sub-15 em 2007; e pela seleção brasileira a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016, a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos em 2015, o Torneio Oito Nações Sub-20 e o Quadrangular Internacional Sub-20. Em prêmios individuais, fez parte da seleção do Campeonato Carioca de 2014 até 2016 e foi eleito pela VAVEL (plataforma de mídia social sobre esportes) como melhor zagueiro do Campeonato Brasileiro da Série B do ano passado.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *