Radar da Bola

Ponte Preta faz resultado raro contra Palmeiras

A macaca venceu o Palmeiras por 3 a 0 e não sofreu qualquer risco de tomar um gol. O resultado da Ponte Preta para cima do alviverde foi algo raro para os palmeirenses, diante de pouco mais de 13 mil torcedores, em Campinas. Há nove meses, precisamente uma gestação, o time palestrino não tomava três gols ou mais em uma partida.

À época, o Palmeiras comandado por Cuca, foi até o Rio de Janeiro enfrentar o Botafogo e sofreu um 3 a 1 com dois gols de Neílton e um de Camilo. O alviverde ali iniciava uma sequência de seis jogos sem Gabriel Jesus e Prass, que estavam relacionados para os Jogos Olímpicos. Erik descontou.

Os pontepretanos não perdem para o Palmeiras desde 2015, quando foram derrotados na Arena Pantanal, em 2015, por 2 a 0, com dois tentos de Dudu. Neste período foram seis jogos jogos com quatro vitórias campineiras e dois empates.

Para igualar vantagem de 3 a 0 do time de Campinas, o Palmeiras terá de repetir vitória do ano de seu segundo rebaixamento, em 2012, quando ganhou pela mesma diferença, no dia 16 de abril. O placar foi construído com dois gols de Barcos e um de Marcos Assunção. Daquele confronto, não há mais nenhum atleta em ambos os times. Se repetido, o jogo do próximo dia 23 de abril irá para os pênaltis.

Virada

Tamanha tarefa é tão difícil que, um placar para que o Palmeiras passe sem a prática de penalidades, tem de ser acima dos três gols diferença, só aconteceu duas vezes nos últimos 20 anos contra os rivais. Em 2005, o alviverde venceu por 6 a 2 no Moisés Lucarelli, pelo Campeonato Brasileiro. E o mais recordado pelo palmeirense é o de 2008, ano do último título estadual da equipe. Naquela oportunidade, o Palmeiras fez 5 a 0 e sagrou-se campeão paulista pela 22ª vez em sua história.

Brasileiro 2005

Paulista 2008

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *