Radar da Bola

Com golaço de Pedro Rocha, Grêmio segue na liderança

Diante a constante inversão de preferências, com a cabeça na semifinal do Gauchão, Renato Portaluppi utilizou uma equipe reserva para atuar fora de casa – no Defensores del Chaco, em plena Libertadores. Apesar disso, o Tricolor mostrou novamente que tem o espírito da competição continental e que está obstinado em buscar o tri – conseguindo manter a liderança do Grupo 8 contra o Guaraní, do Paraguai. Com a ausência de seus principais jogadores, o time gaúcho soube alcançar o empate em 1 a 1 em solo paraguaio – superando a expulsão de Michel e a desvantagem no placar, após o gol de López. Menos mal que Pedro Rocha, um dos raros titulares em campo, fez prevalecer seu poder decisivo de herói do penta, ao anotar um golaço para construir o empate.

 

Como fica a chave

 

Com o resultado tão sofrido, o Grêmio mantém a liderança do Grupo 8 da Libertadores, com os mesmos sete pontos do Guaraní-PAR. A ponta da chave é gremista graças ao número de gols marcados: 6 a 5.

 

Próximos compromissos

 

As duas equipes voltam a se enfrentar já na próxima quinta-feira, às 21h45, na Arena, pela 4ª rodada do Grupo 8 da competição continental. Antes, porém, o Grêmio tem compromisso pela semifinal do Campeonato Gaúcho, no domingo, às 19h, contra o Novo Hamburgo, no Estádio do Vale. Após o 1 a 1 no jogo da ida, o Tricolor precisa marcar fora de casa para avançar à grande final – uma vitória ou empate com mais de dois gols anotados dá a vaga aos gremistas.

 

Primeiro tempo

 

Com Luan, Bolaños e companhia fora até do banco, era de se esperar que o Grêmio passasse por apertos do início ao fim, certo? Nada disso. O Tricolor iniciou a partida ligado, com intensidade e boa circulação de bola para levar perigo ao Guaraní. Prova disso, são as duas chances perdidas por Barrios em cinco minutos de jogo. Primeiro, o gringo desperdiçou, ao aparecer livre de cabeça em cobrança de escanteio. Em seguida, aproveitou sobra de chute de Fernandinho, que bateu na mão do zagueiro rival dentro da área, e mandou em cima do goleiro Aguilar.

 

Os paraguaios também têm um lance polêmico a reclamar. Aos 18, Thyere afastou de cabeça um lançamento para a área, mas derrubou Novick, num pênalti não marcado. Em casa, os paraguaios adiantaram suas linhas e aproveitaram os espaços nas laterais do Grêmio para levar perigo em cruzamentos. Num deles, aliás, o mesmo Novick chegou a balançar as redes, mas em impedimento.

 

Segundo tempo

 

A chuva que começou a cair ainda no intervalo prenunciou um segundo tempo de muita pegada no Defensores del Chaco. Tanto que aos 16 o volante Michel foi expulso ao deixar o braço no rosto de Novick e receber o segundo cartão amarelo em um intervalo de oito minutos. Aí, Renato trocou Lincoln por Pedro Rocha. Porém, a substituição que deu certo naquele momento foi a do Guaraní. Rodrigo López entrou no lugar de Novick e, aos 25, brilhou para abrir o placar, após aproveitar passe na medida de Palau.

 

A mudança de Renato não tardaria a falhar. Aos 34, Arthur fez lançamento na medida para o pé esquerdo de Pedro Rocha, que mandou de primeira no contrapé do goleiro e empatou. O Guaraní não se deu por vencido. Poucos minutos depois, a bola sobrou livre para Palau no segundo poste. O meia chutou, e Grohe faz um milagre. No rebote, Rolón isolou com o gol aberto.  Já no final da partida, o camisa 9 gremista girou sobre a marcação e enquadrou o corpo, num chute de bico que parou na trave.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *