Radar da Bola

OPINIÃO: Corinthians não passa confiança para o seu torcedor para o abril do mata-mata

O empate melancólico do Corinthians diante do Red Bull Brasil por 1 a 1 na Arena nesta quinta-feira, escancara a falta de ofensividade e criatividade do time. Durante toda a partida, o adversário se comportou melhor criando inúmeras chances para abrir o placar, mas a sorte estava ao lado do goleiro Cássio que viu as suas traves serem balançadas três vezes antes dos gols.

Esses lances expôs a fragilidade do lateral-direito Léo Princípe, que não tem condições de defender o Corinthians, jogador é muito limitado tecnicamente.

Mas o pior é a parte ofensiva da equipe que praticamente não existe. A bola não chega com qualidade para Jô, que já não tem uma técnica muita apurada. Na partida de ontem, mais uma vez vimos que o técnico Fábio Carille prefere que os atacantes que atuam pelas beiradas do campo façam papel de lateral e pensem em apenas marcar e não atacar.

Dificilmente, o atacante Léo Jabá faz jogadas agudas em direção ao gol, que deveria ser sua função na equipe. Porém com a tática de Carille, ele apenas acompanha o lateral da equipe adversária. A mesma coisa se aplica a Romero quando atua. Marlone deve ter sido liberado porque não consegue fazer esse tipo de marcação, pois exige muito do condicionamento físico de cada atleta.

Ficamos muito desconfiados de qual Corinthians vai encarar o mês de abril, um dos meses mais importantes do ano, pois temos apenas jogos eliminatórios pelo Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana. Lembrando que iremos encarar equipes mais qualificadas que o Red Bull Brasil no próximo mês.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *