Radar da Bola

Kostas Mitroglou fala sobre gols, Alemanha e Benfica

O artilheiro Kostas Mitroglou estará voltando para a Alemanha, na missão de ajudar o Benfica a se classificar na Liga dos Campeões. E o atacante que passou sua infância no país que irá visitar hoje, deu uma entrevista ao site UEFA.com e falou sobre seu passado, presente e futuro.

Mitroglou nasceu na Grécia, mas ainda criança foi com sua família para a Alemanha, e lá deu seus primeiros chutes a gol, começando a carreira no MSV Duisburg e também pela base do Borussia Monchengladbach. Em 2006, os Potros renovaram seu contrato, mas agora como profissional e o deixaram no time B para ganhar experiência. Uma temporada depois, e fazendo muitos gols, o Olympiakos contratou o goleador, ficando no clube até 2014, e neste meio tempo ele passou uma temporada no Panionios, e uma no Atromitos. Em 2013 ele acertou com o Fulham, mas sem espaço no clube e convivendo com lesões, sua sequencia na Inglaterra foi comprometida, em 2014 fora emprestado para o Olympiakos, e em 2015 para o Benfica, que usou a cláusula de compra e conquistou o atacante.

Hoje, Mitroglou, ou como chamam ele, El Pistolero, é um dos pontos fortes do Benfica que irá enfrentar o Borussia Dortmund no sonho da conquista da UEFA Champions League, seu faro de gol e determinação na área o colocam como um dos maiores atacantes da Europa, e ele falou com o site oficial da UEFA sobre tudo isso, confiram uma parte.

UEFA.com: Emigrou da Grécia para a Alemanha quando ainda era criança, mas regressou como adolescente para jogar no Olympiacos. Como aconteceu tudo isto?

Kostas Mitroglou: Foi difícil deixar a Alemanha, mas era muito importante para a minha carreira. Tive de deixar a família, os amigos e o lugar onde cresci para ir para um local que, embora não sendo um país estrangeiro, não falava sequer a língua. Acho que foi a decisão certa. Os sete anos que passei no Olympiacos foram muito importantes. Foi o primeiro clube onde joguei como profissional. Adaptei-me bem e não foi preciso muito tempo para começar a marcar gols, que é a minha função como atacante. Foi ali que tudo começou para mim.

UEFA.com: Você estreou na UEFA Champions League como reserva em um jogo contra a Lazio em 2007 e, dois anos depois, marcou o primeiro gol na partida contra o Standard Liége. O que se lembra destes jogos?

Mitroglou: Disputei muitos desafios na Champions League desde esse jogo, mas a minha estreia foi muito importante, pois, como pensa qualquer apaixonado pelo futebol, este é o ponto mais alto que se pode atingir. Largamos tudo para ver um jogo da Champions League na televisão, jogar é ainda mais especial. Me lembro deste gol, mas quando estamos a meio de um jogo não paramos para pensar: “Oh, acabo de marcar um gol na Champions League.” Só depois é que damos importância. É muito difícil marcar nesta competição, pois temos de enfrentar os melhores do mundo. Tudo se passa de forma muito mais rápida e por vezes só temos uma oportunidade para marcar num jogo.

UEFA.com: O encontro da primeira mão entre o Benfica e o Dortmund foi emocionante, não foi?

Mitroglou: Eles jogaram com muita velocidade e têm uma excelente equipa, mas seria sempre muito difícil conseguirem ganhar no nosso estádio. Fizemos um bom trabalho. Não sofremos gols e conseguimos marcar, como pretendíamos, embora tivéssemos passado por alguns momentos difíceis. Claro que gostaríamos de ter marcado um segundo gol, mas 1-0 não está mal. O que senti por marcar o gol? Principalmente alívio, porque o Dortmund estava jogando muito bem. Foi um bom cruzamento num escanteio que o nosso capitão desviou bem de cabeça, eu só tive de empurrar para o fundo das redes e fazer o gol. Foi muito importante para nós.

UEFA.com: O regresso à Alemanha para a segunda partida passa a ser ainda mais especial para você?

Mitroglou: Vai ser ótimo ter a minha família e amigos vendo o jogo no estádio – o meu pai, a minha mãe e talvez a minha avó, se tiver vontade de ir. Mas vou tentar não estar com eles antes do jogo, pois tenho de estar calmo. Estamos todos ansiosos por este desafio, e vamos contar ainda com muitos torcedores do Benfica. Vai ser incrível.

O Benfica joga por qualquer empate, a repetição do placar levará para as penalidades. A partida acontecerá nesta quarta-feira (08/03) às 16h45 (Brasília) no Signal-Iduna-Park em Dortumund.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *