Radar da Bola

Botafogo começa bem a fase de grupos da Libertadores

Créditos: André Durão

O Botafogo estreou com pé direito na fase de grupos da Libertadores vencendo o Estudiantes, no Estádio Olímpico Nilton Santos, por 2×1. Roger, de bicicleta, e Rodrigo Pimpão marcaram para o Alvinegro. E Otero fez o gol de honra do clube argentino. Na próxima rodada o Botafogo vai a Colômbia enfrentar o Atlético Nacional no dia 13 de abril (quinta) às 21:45 (horário de Brasília). Será a primeira viagem de um equipe brasileira à Colômbia depois da tragédia com a Chapecoense e, coincidentemente, para enfrentar o mesmo clube. Já o Estudiantes encara o Barcelona, na Argentina, dia 11 de abril (terça) às 21:00 (horário de Brasília). Botafogo e Barcelona dividem a liderança com três pontos, enquanto Atlético Nacional e Estudiantes não pontuaram.

O JOGO

O Botafogo manteve mais a bola no primeiro tempo, mas quem levou mais perigo foi o Estudiantes: aos 17 minutos Ascacíbar pegou rebote de Émerson Silva, finalizou da intermediária e Gatito Fernández defendeu com segurança sem dar rebote; e no minuto seguinte, Lucas Rodríguez arriscou de fora da área e a bola passou perto da trave esquerda do Botafogo. Entretanto, aos 33 minutos Marcelo cruzou na área, Bruno Silva deu um voleio para a pequena área e a bola encontrou Roger que, de bicicleta, estufou as redes de Andújar abrindo o placar para o Botafogo. Aos 39 minutos Solari cobra a falta e Damonte se abaixa para cabecear, quase o empate do Estudiantes. Aos 45 minutos Camilo manda um foguete, a bola ia no ângulo, mas Andújar faz a defesa.

No segundo tempo o Botafogo voltou melhor e ameaçava mais o gol dos argentinos. Aos 13 minutos Camilo cobra falta na área, e Bruno Silva cabeceia no travessão, depois pega o rebote, mas manda pra fora. Só que o impedimento já havia sido dado. Aos 14 minutos Marcelo chega atrasado e comete falta em Viatri, que dois minutos depois Otero cobra e empata para o Estudiantes após falha da barreira, que abriu. Aos 33 minutos Sassá faz uma jogada pela esquerda, toca para Camilo, que desperdiça, e a bola vai nos pés de Rodrigo Pimpão, que domina, gira e chuta no canto direito de Andújar para desempatar a partida e recolocar o Botafogo na frente. Aos 36 minutos Otero sai livre pela esquerda e vê Javier Toledo livre, mas demora para fazer a jogada e desperdiça boa chance. Aos 39 minutos Camilo levanta na área e Émerson Silva manda para o gol, mas o impedimento do zagueiro já estava marcado. No minuto seguinte, Guilherme sai em velocidade e bate de canhota na entrada da área, mas a bola vai por cima. Aos 43 minutos Sassá desperdiça uma boa chance ao ser fominha e querer resolver sozinho, mesmo tendo um companheiro livre para fazer o gol. Aos 48 minutos o último ataque do jogo e é do Botafogo: Sassá ganha na dividida, rola para Guilherme, que acha Rodrigo Pimpão na direita e o atacante solta um petardo obrigando Andújar a trabalhar e evitar o terceiro gol. Depois o árbitro apitou o final da partida e decretou a vitória botafoguense.

Botafogo: Gatito Fernández; Marcelo, Joel Carli, Émerson Silva e Victor Luís; Airton Bruno Silva, Montillo (Sassá) e Camilo (Rodrigo Lindoso); Rodrigo Pimpão e Roger (Guilherme). Treinador: Jair Ventura.

Estudiantes: Andújar; Facundo Sánchez, Schunke, Desábato e Dubarbier; Ascacíbar, Damonte, Solari (Cejas) e Lucas Rodríguez (Javier Toledo); Otero e Viatri (Iritier). Treinador: Nelson Vivas.

Cartões amarelos: Botafogo – Marcelo e Bruno Silva. Estudiantes – Schunke e Iritier.
Cartões vermelhos: nenhum.

Local: Estádio Olímpico Nilton Santos, Rio de Janeiro/RJ

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *