Radar da Bola

Palmeiras pode não jogar a Libertadores 2019 devido a nova regra da Conmebol

O Palmeiras já está classificado para a Libertadores 2019, por ter conseguido matematicamente a sua vaga via Brasileirão, que por sinal é o líder e com grandes chances de ser mais uma vez campeão, mas a vida da diretoria do Verdão terá que agir nos próximos meses para não ser punido pela Conmebol.

Em regulamento recente a Conmebol definiu os critérios para licenciamento dos clubes para as competições por ela organizadas: a Libertadores da América e a Copa Sul Americana. Dentre os critérios estão os esportivos, que falam sobre equipes juvenis, comando técnico, implementação de equipe de futebol feminino e outros. A norma de licença define que a partir de 2019 as equipes devem “ter uma equipe principal feminina ou associar-se a um clube que a tenha”.

O documento cita também que os clubes precisam ter “pelo menos uma categoria juvenil feminina ou associar-se a um clube que a tenha”. Nos casos, os clubes devem providenciar além da criação, a manutenção e suporte técnico, equipamentos e infraestrutura para o desenvolvimento das equipes em plenas condições. Ambas as equipes devem disputar competições regionais ou nacionais.

Os clubes que não estiverem dentro dos critérios da Conmebol estão sujeitos a punições que podem variar de advertência, multa econômica, suspensão temporária, cancelamento ou indeferimento da licença, dentre outras. A sanções podem ser aplicadas por conta de descumprimento de um ou vários critérios e também por descumprimento do processo, que pode ser por entrega irregular de documentos comprobatórios.

Até o momento o Palmeiras não procurou a implementação de um projeto para fazer o time de futebol feminino. Os dirigentes acreditam que isso não será problema para o time alviverde disputar a principal competição interclubes da América do Sul.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *