Radar da Bola

Furacão perde mais uma e se afunda na Z4

Mais eficiente em campo, Botafogo vence por 2×0 a equipe paranaense, que fica na penúltima colocação do campeonato

O Furacão encerrou a primeira parte do Brasileirão amargando nova derrota, agora para o Botafogo, por 2 a 0. Com mais esse resultado negativo, a equipe paranaense fica na zona de rebaixamento durante o recesso da Copa do Mundo e terá muita pressão vinda das arquibancadas para buscar a recuperação no segundo semestre.

Botafogo vence Atlético-PR por 2×0 e equipe paranaense amarga zona de rebaixamento do Brasileirão 2018

Com os dois gols feitos na partida, que originaram a vitória do Botafogo, a equipe Alvinegra soma 17 pontos e ocupa agora a 10ª colocação na tabela do campeonato. O Atlético-PR, por sua vez, amarga a penúltima posição da classificação, na zona de rebaixamento, somando somente nove pontos.

Botafogo abre o placar

O Furacão começou dominando a posse de bola da partida e tocando desde seu campo de defesa. Porém foram os donos da casa que tentaram dar o primeiro susto do jogo. Aos 6’, a equipe Alvinegra partiu para o ataque pela direita com Luís Ricardo, que cruzou para chute fraco de Valencia em direção ao gol. Aos 9’, Luís Ricardo cruzou para Pimpão, que completou de cabeça pela linha de fundo, porém sem perigo.

Ambos os times demonstraram grandes dificuldades para manter a bola ao longo do primeiro tempo. O jogo seguiu truncado, sem chances reais de gol. Aos 30’, a defesa errou mais uma vez na saída de bola, Kieza recebeu em profundidade e chutou muito próximo da trave. Já aos 33’ o gol aconteceu. Em lance polêmico, Pimpão arriscou, a bola desviou na zaga, sobrando para Luis Ricardo. Ele cruzou para Kieza, que bateu para bela defesa de Santos. No rebote, Lindoso chutou e a bola bateu no braço de José Ivaldo. Pênalti a favor dos donos da casa. Rodrigo Lindoso cobrou o pênalti com categoria, sem chances para o goleiro Santos.

Aos 39’, Pimpão roubou a bola na intermediária, a bola sobrou para Valencia, que avançou com liberdade, mas a bola bateu nas mãos de Santos. No final do primeiro tempo a equipe alvinegra tocava a bola com calma no meio de campo, esperando apenas a defesa rival abrir espaço. Enquanto isso o Atlético-PR todo estava no campo de defesa.

Vitória dos mandantes e degola para o Atlético-PR

Na volta para a segunda etapa da partida, o técnico Fernando Diniz resolveu apostar em mudanças na equipe, buscando um resultado positivo. Porém as mudanças não surtiram efeito algum e o Atlético seguiu sem criar grandes jogadas de perigo.

Enquanto isso, do outro lado, o Botafogo aproveitou a bola parada para marcar mais uma vez. Aos 26’, Valencia cobrou escanteio, Yago ajeitou de cabeça e Igor Rabello completou usando a mão. O juiz validou o gol, mesmo sob protestos dos atleticanos. A equipe paranaense sentiu o baque do segundo gol e não teve mais reação na partida.

O time alvinegro volta a campo pela Série A no dia 18 de julho, contra o Corinthians, em São Paulo. O Atlético-PR só joga no dia 19 de julho, contra o Internacional, na Arena da Baixada.

FICHA TÉCNICA

Botafogo 2 x 0 Atlético-PR

BOTAFOGO (4-3-3): Jefferson; Luis Ricardo, Yago, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes e Léo Valencia (Dudu Cearense); Rodrigo Pimpão (Ezequiel), Luiz Fernando (Renatinho) e Kieza

Técnico: Alberto Valentim.

ATLÉTICO-PR (3-6-1): Santos; José Ivaldo, Thiago Heleno e Bruno Guimarães (Renan Lodi); Marcinho, Camacho, Raphael Veiga e Thiago Carleto; Nikão, Bergson (Éderson) e Guilherme (Pablo)

Técnico: Fernando Diniz.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *