Radar da Bola

Furacão acaba com jejum e vence o Santos

Encarando a equipe paulista na Arena da Baixada, Atlético-PR faz 2×0 em cima do Santos e conquista a vitória após um mês e meio sem vencer

Furacão quebra jejum de vitórias e ganha do Santos por 2×0

O Furacão venceu o Santos por 2 a 0, em plena Arena da Baixada, e conseguiu encerrar seu jejum de nove partidas sem nenhuma vitória. Com esse resultado, a equipe paranaense também conseguiu sair da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, aliviando a pressão da torcida em cima do técnico Fernando Diniz.

Os dois gols da vitória Rubro-Negra saíram da bola parada. Com a vitória, o Atlético conseguiu subir quatro posições, ocupando a 13ª colocação, com nove pontos. O Santos continua somando seis pontos, estando à frente apenas do Ceará e Paraná.

Atlético-PR abre o placar na Arena da Baixada

Precisando sair de campo com a vitória, o Furacão jogou com a mesma equipe escalada na última partida, mantendo também a mesma filosofia de jogo. O início de jogo teve maior posse de bola dos donos a casa, porém sem nenhuma grande chance criada. Os visitantes levaram perigo para o goleiro Santos aos 10’. Jean Mota cobrou escanteio e David Braz subiu mais alto que todo mundo para cabecear. A bola passou muito perto em lance de escanteio.

O Atlético resolveu responder na ‘mesma moeda’, porém conseguiu mais efeito e o gol. Aos 17’, Carleto cobrou escanteio na medida e Thiago Heleno, sozinho, cabeceou firme para abrir o placar. Após sair atrás, a equipe do Santos trocou muitos passes no campo de defesa, deixando o Atlético-PR esperando.

A equipe atleticana ainda teve duas chances para ampliar o placar no primeiro tempo. Aos 31’, Carleto cobrou falta de muito longe e Vanderlei defendeu de peito. O lateral bateu muito forte na bola, a fazendo quicar antes da defesa. Já aos 35’, Guilherme cruzou da esquerda e Nikão emendou um voleio. A bola foi apenas no travessão. Aos 42’, Rodrygo tocou para Jean Mota, que furou. A bola sobrou para Gabigol, que finalizou de primeira, mas a bola apenas passou à direita do gol de Santos.

Furacão acaba com jejum e vence partida

Na volta para a segunda etapa da partida, o Rubro-Negro seguiu se destacando e impondo dentro de campo e conseguiu ampliar a vantagem. Aos 8’, Thiago Carleto bateu falta, Vanderlei deu rebote para frente, e Guilherme, sozinho, ampliou para o Furacão.

A equipe do Santos até tentou levar perigo ao Atlético algumas vezes. Aos 15’, Jean Mota achou Gabigol livre. O camisa 10 pegou mal e mandou por cima do gol. Aos 18’, Jean Mota driblou bem o adversário, finalizou forte, e Santos fez a defesa. No rebote, Gabigol mandou para o gol, mas foi flagrado em impedimento. Os donos da casa seguiram melhor na partida, mesmo sem ter a maior posse de bola, criando as melhores oportunidades para mexer no placar. A melhor delas foi aos 35’. Carleto finalizou de longe, Vanderlei fez linda defesa. No rebote, Nikão foi parado pelo goleiro de novo. Na terceira tentativa, com Lucho, o goleiro santista foi soberano mais uma vez. A partida ficou no 2×0 e os donos da casa fizeram a festa com sua torcida.

O Atlético-PR encara o América-MG no próximo domingo (3), às 16h, no Independência. No mesmo dia e horário, o Santos recebe o Vitória, na Vila Belmiro. As duas partidas são compromissos válidos pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

Atlético-PR 2×0 Santos

ATLÉTICO (3-6-1): Santos; Zé Ivaldo, Thiago Heleno e Wanderson; Matheus Rossetto, Camacho, Lucho González (Bruno Guiamrães) e Thiago Carleto; Nikão (Bergson), Guilherme (Raphael Veiga) e Pablo

Técnico: Fernando Diniz.

SANTOS (4-3-3): Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Diego Pituca (Léo Cittadini), Renato (Bruno Henrique) e Jean Mota; Gabriel Barbosa, Eduardo Sasha e Rodrygo (Yuri Alberto)

Técnico: Jair Ventura.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *