Radar da Bola

Nos pênaltis, Botafogo é campeão carioca de 2018

(Foto: André Durão/Globoesporte.com)

Depois de perder as finais de 2015 e 2016 para o Vasco, o Botafogo derrotou o rival nesta tarde no Maracanã por 1×0, gol do zagueiro Joel Carli aos 49 minutos da etapa final, e levou a decisão para os pênaltis, na qual a estrela de Gatito Fernández brilhou ao defender duas cobranças. Esse título chegou em um momento que o clube de General Severiano mais precisava. Agora as baterias estão voltadas para a estreia no Campeonato Brasileiro contra o Palmeiras no dia 16 (segunda) às 20:00 (horário de Brasília) no estádio Nilton Santos. Porém o time encara o Audax Italiano na próxima quinta (12) às 19:15 (horário de Brasília), em Santiago, pelo primeiro jogo da Copa Sul-Americana.

O JOGO

As equipes não primaram pela técnica, mas não faltaram ingredientes para valorizar o clima de final no Maracanã. O primeiro tempo foi marcado por equipes que se mandaram para o ataque como podiam. Em desvantagem, o Glorioso tentava adiantar a marcação e pressionar, oferecendo espaços para um adversário que entrou em campo com quatro laterais de ofício, abrindo o campo para explorar a velocidade dos contragolpes. Com a obrigação de fazer um gol, o Botafogo se mostrou muito ansioso em alguns lances, enquanto o Vasco criava as melhores oportunidades. Riascos desperdiçou boa chance após vacilo de Gatito em chute de fora da área de Pikachu. Melhor em campo, o Vasco conseguiu ditar o ritmo do jogo. Até que o panorama mudou com a expulsão de Fabrício. O lateral recebeu o vermelho direto após falta em Luiz Fernando, que teve que sair da partida, aos 36 minutos. Foi quando o Glorioso passou a encontrar mais espaços, principalmente pelos lados, mas faltou criatividade e calma para rolar a bola.

Com um a mais, na volta ao segundo tempo, Alberto Valentim colocou o time no ataque: sacou Marcelo Santos, que já tinha um amarelo e não fazia uma boa partida, e apostou em Kieza. Na base do abafa, o Glorioso esboçou uma pressão, mas faltava criatividade. A solução foi apelar para cruzamentos na área, mesmo diante de um adversário que terminou a partida com quatro zagueiros em campo. Quando os botafoguenses conseguiam finalizar, esbarravam em Martín Silva. O uruguaio interceptou cruzamentos e fez boas defesas em conclusões de Brenner e Kieza. Em uma das bolas alçadas na área, polêmica: Galhardo puxou Carli pela camisa e o impediu de disputar a jogada. Muita reclamação dos alvinegros, mas nada foi marcado. O Botafogo não desistia e seguia com bolas aéreas. E assim foi recompensado quando a torcida do Vasco já ameaçava gritos de campeão. Aos 49, após a expulsão de Valencia, o bate-rebate na área culminou na finalização de Carli para o gol e para explodir a massa alvinegra em alegria. Logo após o árbitro encerrou o jogo e iria para as penalidades máximas.

PÊNALTIS

O Botafogo começou a cobrança com Brenner que fez 1×0; depois Wagner deixou tudo igual; Rodrigo Pimpão teve a cobrança defendida por Martin Silva; Andrés Rios fez 2×1 para o Vasco; Gilson deixou tudo igual em uma boa cobrança; Werley não foi feliz na cobrança, Gatito voou para fazer a defesa; Marcinho cobrou muito bem e fez 3×2 para o Botafogo; Yago Pikachu deixou empatado de novo; Renatinho fez 4×3 para o Botafogo; Henrique cobrou mal e Gatito defendeu dando o título estadual ao Botafogo.

Vasco: Martin Silva; Rafael Galhardo (Werley), Paulão, Erazo e Fabrício; Desábato, Evander (Andrés Rios), Yago Pikachu, Wagner e Henrique; Riascos (Ricardo). Treinador: Zé Ricardo.

Botafogo: Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés (Gilson); Marcelo Santos (Kieza), Matheus Fernandes, Renatinho, Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão) e Léo Valência; Brenner. Treinador: Alberto Valentim.

Cartões amarelos: Vasco – Werley, Paulão e Desábato. Botafogo – Marcelo Santos, Rodrigo Pimpão e Léo Valência. Cartão vermelho: Vasco – Fabrício. Botafogo – Léo Valência.

Local: Estádio Mário Filho (Maracanã), Rio de Janeiro/RJ

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *