Radar da Bola

Coritiba é eliminado pelo Goiás na Copa do Brasil

Equipe alviverde até tentou, carimbou o travessão adversário duas vezes, mas não conseguiu evitar a derrota e está fora do campeonato

O Coxa não queria, mas conseguiu a eliminação na Copa do Brasil. Levando à campo a desvantagem após perder o primeiro jogo, a equipe paranaense assistiu o adversário sair na frente no placar, e até correu atrás do marcador, conseguindo apenas o 1 a 1 com o Goiás. A partida aconteceu no Couto Pereira, sob vaias e manifestações de insatisfação da torcida coxa-branca.

Goiás joga melhor e consegue eliminar Coritiba dentro do Couto Pereira

Desvantagem do Coritiba aumenta ainda no primeiro tempo

Contando apenas com a vitória para avançar para a próxima fase da Copa do Brasil, o Coxa correu atrás do gol desde o início da partida. Já nos 3’, após saída errada do Goiás, a equipe alviverde aproveitou para sair no contra-ataque, e Guilherme Parede chutou cruzado. Porém a bola passou à direita do gol. Pouco depois, aos 5’, o Coritiba desceu pela esquerda com Guilherme Parede, que tentou o cruzamento e a bola desviou na marcação. Os jogadores do Coxa ficaram na bronca com a arbitragem, que não marcou corte com o braço de Alex Silva.

Mesmo tendo vantagem, o Goiás não deixou de atacar o adversário coxa-branca. Aos 10’, Giovanni tentou o chute de longe e o goleiro alviverde espalmou para salvar. Mas a segunda tentativa teve caminho certo para o gol. Aos 29’, Carlos Eduardo carregou a bola no meio, limpou a marcação e soltou uma bomba sem defesa para Wilson. A bola ainda tocou no travessão antes de morrer no fundo das redes.

Aumentando a desvantagem, o Coxa buscou uma resposta ainda na primeira etapa de partida. Aos 32’, Rusch cobrou escanteio pela esquerda, Romércio desviou de cabeça e acertou a trave. Na sobra, Marcelo Rangel salvou o Goiás após chute de Thlaisson Kelven.

Coxa consegue empate, mas não evita eliminação

A postura adotada pelo Coxa par ao segundo tempo foi mais agressiva, e o empate não demorou para chegar. Aos 3’, João Paulo mandou uma bomba e Madison cortou com o braço dentro da área. A penalidade máxima foi marcada, e cobrada por Wilson. O goleiro alviverde chutou com categoria e conseguiu empatar o jogo, aos 5’.

O Coxa ainda via uma luz no fim do túnel, porém precisava de mais um gol para pelo menos garantir a decisão nos pênaltis. Com isso, a aposta alviverde foi nas jogadas em velocidade, buscando o segundo gol. Em uma dessas, aos 20’, Thiago Lopes ganhou da marcação e colocou para Iago. Cara a cara, ele chutou a bola, que desviou na defesa e carimbou o travessão de Marcelo Rangel.

Autor do gol do Goiás, Carlos Eduardo tentou outra vez para selar a classificação, aos 22’. Mas parou em Wilson e em desvio na marcação nos dois chutes. O Coritiba ainda tentou a última cartada em bola cruzada, mas a cabeçada de Alecsandro passou à esquerda do gol de Marcelo Rangel.

Pela Copa do Brasil, o Goiás volta a campo apenas em abril. Os confrontos serão definidos por sorteio, que acontece às 11h da próxima segunda-feira (19). Ambas as equipes focam nos estaduais agora. O Coxa enfrenta o Cianorte, às 16h30 de sábado (17), no Couto. Sem chances de classificação, a equipe alviverde apenas cumpre tabela na Taça Caio Júnior. O Goiás, que é líder do Grupo A, visita o Iporá, às 15h30 de domingo (18), no Ferreirão.

FICHA TÉCNICA

Coritiba 1 x 1 Goiás

CORITIBA (4-3-3): Wilson; Marcos Moser, Thalisson Kelven (César Benítez), Romércio e Léo Andrade; João Paulo, Júlio Rusch e Thiago Lopes (Kady); Iago Dias, Guilherme Parede (Kleber) e Alecsandro

Técnico: Sandro Forner.

GOIÁS (4-5-1): Marcelo Rangel; Alex Silva, David, Eduardo Brock e Jefferson (Breno); Madison, Léo Sena (João Afonso) e Giovanni; Carlos Eduardo, Maranhão (Rafinha) e Lucão

Técnico: Hélio dos Anjos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *