Radar da Bola

Coxa passa sufoco, mas consegue classificação na Copa do Brasil

Mesmo com um jogador a mais, Coxa leva pressão do mandante Parnahyba, mas marca o gol da classificação no último lance de jogo

O Coxa teve que correr atrás do prejuízo no último lance da partida. A equipe alviverde estava perdendo para o Parnahyba, por 1×0, até os 52’ da segunda etapa, mas o lateral-esquerdo William Matheus igualou o placar em lance de bola parada e garantiu a classificação para a próxima fase da Copa do Brasil.

Gol marcado no último lance da partida garante o Coxa na Copa do Brasil

Com a vantagem de um jogador a mais em campo, o Coxa apresentou uma atuação ruim, tomou gol do time da casa aos 3’ da etapa final da partida e sofreu para conseguir construir jogadas de ataque. O empate garantiu o Coxa graças ao regulamento da competição, que garante a classificação levando em conta a equipe melhor posicionada no ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Primeiro tempo morto para todos os lados

A partida começou lenta em Teresina, com nenhuma das equipes se arriscando muito. Tendo mais posse de bola nos primeiros minutos, a equipe do Parnahyba resolver ir em busca da meta adversária. Logo aos 5’, após cobrança de escanteio pela direita de Fabinho, a bola não foi afastada pela zaga do Coxa e ficou viva dentro da área alviverde. Porém ninguém conseguiu o desvio para o gol de Wilson.

O futebol apresentado pelas duas equipes era muito pobre. O Coritiba jogava acomodado. O melhor momento coxa-branca foi aos 27’. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Iago Dias chutar com força. A zaga deu o rebote e o volante Vitor Carvalho foi marcado e parado praticamente dentro do gol. Nesse momento o Coxa colocava o time do Piauí para trás: eles não tinham mais opções ofensivas. A equipe alviverde começou a apresentar volume, porém não levando perigo.

Coritiba consegue empate no último lance e se classifica

Ainda nos primeiros minutos da segunda etapa da partida, o Coritiba viu sua vaga na Copa do Brasil escapar. Aos 3’, Idelvando recebeu de Fabinho e tocou rasteiro para o meio da área. A bola passou por Wilson e Fabinho teve apenas o trabalho de empurrar para as redes, garantindo a classificação do Parnahyba.

O gol sofrido obrigou o Coritiba a acordar em campo e sair para o ataque. O empate quase saiu aos 7’, após Júlio Rusch pegar o rebote e mandar uma bomba em direção ao gol adversário. Porém a bola acertou a rede pelo lado de fora. Aos 18’, Marcos Gasolina recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando o Parnahyba em desvantagem. O Coxa foi todo para o ataque, e a equipe piauiense ficou na intermediária, fazendo um bloqueio no gol de Cesar. Apesar da superioridade numérica, o Coxa sofreu para criar jogadas que levassem para o gol. Tentava exercer pressão, sem criatividade, e apelava para as bolas aéreas.

Aos 51’, após um bate e rebate na área, o goleiro César tirou a bola em cima da linha do gol, acabando com as esperanças da torcida-coxa-branca. Porém, no último lance da partida, Júlio Rusch cobrou escanteio para o meio da área e William Matheus e o goleiro Wilson cabecearam juntos para o gol. O lateral foi o responsável pelo gol de classificação do Coxa para a próxima fase da Copa do Brasil.

O Coritiba enfrentará o Uberlândia, também fora de casa, em data ainda a ser definida pela CBF. Vale lembrar que, na segunda fase, em caso de empate, a decisão da vaga vai para os pênaltis. Em compromisso pelo Campeonato Paranaense, a próxima partida será contra o Londrina, no sábado (10), às 16h30. O time alviverde precisa da vitória para seguir com chances de classificação na Taça Dionísio Filho.

FICHA TÉCNICA

Parnahyba 1 x 1 Coritiba

PARNAHYBA (4-4-2): César; Gilmar Baiano, Fabinho Sergipano, Alex Santos e Miltão; Felipe Silva, Marcos Gasolina, Formiga (Didi) e Idelvando; Fabinho e Ramon (Jânio)

Técnico: Sérgio China.

CORITIBA (4-4-2): Wilson; César Benítez (Simião), Thalisson Kelven, Romércio e William Matheus; Vitor Carvalho (Alecsandro), Júlio Rusch e Thiago Lopes; Iago Dias, Guilherme Parede (Kady) e Kleber

Técnico: Sandro Forner.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *