Radar da Bola

Mais um empate para a conta do Coxa

Equipe alviverde recebe Rio Branco no Couto, sai atrás no placar, mas consegue o empate no fim

E o torcedor do Coxa segue sem poder comemorar uma vitória nesta temporada dentro do Campeonato Paranaense. Em mais uma partida repleta de oscilações de toda a equipe, o time empatou em 1×1 com o Rio Branco, na noite desta quinta-feira (25), no estádio Major Couto Pereira.

Paciência zero da torcida: assim podemos definir o primeiro tempo. O Coxa até animou um pouco no início, mas despencou no rendimento e presenciou um Rio Branco sair na frente, aos 24 minutos Com muitas dificuldades na criação durante a etapa final, o Alviverde buscou nas substituições uma evolução. O prata da casa Júlio Rusch, que entrou na metade do segundo tempo, deu início à jogada do gol de empate feito por Kleber Gladiador, aos 40 minutos, evitando um tropeço dentro de casa.

Coxa começa atrás no placar, mas Kleber marca o gol de empate

O Rio Branco subiu para a terceira posição no Grupo B. Já o Coritiba caiu para a quarta posição do Grupo A, e não contabiliza vitória no Paranaense.

Coxa tem oscilação no rendimento e vê gol do adversário

O início da partida teve um Coritiba indo com pressão total para cima do Rio Branco. Logo aos 3’, Simião soltou a bomba da entrada da área, mas a bola parou nas mãos do goleiro Éder, que espalmou para escanteio. Aos 23’, William Matheus chegou pela linha do fundo e cruzou rasteiro. Ruy apareceu na pequena área, finalizou e Éder espalmou para salvar mais uma vez. Porém o ritmo despencou e os donos da casa não criaram maiores chances.

Quem se deu bem foi o Rio Branco, que pode se aproveitar da bola aérea para marcar o gol e sair na frente no placar. Aos 24’, depois da cobrança de escanteio, Eric se sobressaiu em meio à defesa coxa-branca e cabeceou no canto, sem dar alguma chance para o goleiro Wilson.

O Coritiba sentiu a pressão do gol e mostrou ainda mais dificuldades para ameaçar a meta adversária. O Coxa trocava passes apenas no campo de defesa, e a torcida começou a se manifestar: as vaias ecoavam. As duas únicas chances nos minutos finais da primeira etapa resultaram de cobranças de falta de João Paulo, ambas encostando na trave do adversário.

Coritiba consegue o empate com Kleber Gladiador

Em busca do empate na segunda etapa, o Alviverde continuou com dificuldades na criação das jogadas de perigo. O Rio Branco usou como estratégia ficar no campo de defesa e apostar as fichas nos contra-ataques. Aos 19’, os visitantes invadiram a área com Raul. Ele ganhou de William Matheus e bateu cruzado, à direita do gol de Wilson. A torcida ficou na bronca e vaiou.

Para melhorar a criação da equipe, o técnico Sandro Forner colocou em campo Júlio Rusch. O meio-campista trouxe mudança na postura alviverde. Aos 26’ o meia acionou Iago no ataque. Ele fintou a marcação e chutou para boa defesa do goleiro Éder. Logo em seguida Júlio Rusch cobrou escanteio na segunda trave, Alecsandro cabeceou e o goleiro Éder segurou mais uma vez.

E Rusch teve mais uma participação significativa no segundo tempo. Foi dos pés dele que o Coxa conseguiu o empate. Aos 40’, Júlio Rusch cobrou falta na área, na cabeça de Kleber, que desviou no contrapé do goleiro para empatar tudo no Alto da Glória.

Após duas partidas em casa, o próximo jogo do Coxa será como visitante. O adversário será o União-PR, às 17h de domingo (28), no Estádio Anilado. O Rio Branco-PR recebe o Cascavel, no mesmo dia e horário, em casa.

FICHA TÉCNICA

Coritiba 1 x 1 Rio Branco

CORITIBA (4-5-1): Wilson; César Benítez, Thalisson Kelven, Walisson Maia e William Matheus; João Paulo (Júlio Rusch), Simião e Ruy (Iago Dias); Yan Sasse (Alecsandro), Guilherme Parede e Kleber

Técnico: Sandro Forner.

RIO BRANCO (4-3-3): Éder; Raul, Thiago, Victor e Thiaguinho; Kessi (Wheidson), Camargo, Marco Túlio (Krisman) e Tcharlles; Eric (Kauhan) e Rodrigo Jesus

Técnico: Maurílio Silva.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *