Radar da Bola

Juventus joga com dois a mais, demora para marcar mas vence Chievo fora de casa

Na véspera do aniversário de Buffon, a Juventus fez sua parte e venceu sem muitas dificuldades o Chievo Verona. Apesar do primeiro tempo de poucas chances, o ferrolho do Chievo foi furado depois de duas expulsões.

Mesmo jogando em casa, o time de Verona pouco pode fazer para impedir uma equipe claramente superior de se impor. O Chievo vinha de 8 jogos sem vitória, sofrendo inclusive uma goleada por 5-1 da Lazio, e foi para sua nona partida sem somar 3 pontos.

Os visitantes, por sua vez, assumiram provisoriamente a liderança. A formação adotada por Allegri nesta partida foi novamente o 4-3-3. Sem Dybala, a preferência é jogar com 3 centro-campistas. O time foi com Matuidi no banco e Sturaro de titular. Douglas Costa, por sua vez, venceu a concorrência de Bernardeschi pela ponta direita – Mandzukic é praticamente um titular absoluto e dificilmente daria lugar para outro ponta.

Outras peças diferentes apareceram no time titular também: De Sciglio, que vinha ficando na reserva, voltou e Lichsteiner ficou no banco. Asamoah também começou a partida e Alex Sandro, que não vêm tendo a melhor das temporadas, não jogou. Além do Matuidi, já comentado, Chiellini também foi poupado.

Sami Khedira furando a persistente defesa do Chievo

A partida não foi das melhores no primeiro terço. No entanto, perto do segundo tempo, Bastien fez duas faltas em menos de três minutos e levou dois amarelos em sequência, deixando os anfitriões com um a menos.

E se já era difícil antes, com um a menos, ficou quase impossível com dois. Cacciatore se lesionou, foi atendido e ficou fora de campo. A equipe do Chievo queria seu retorno, mas não o juiz não autorizou. O zagueiro, irritado com a situação, gesticulou para o Fabio Maresca de forma que foi considerada inadequada pelo árbitro – assim veio o vermelho direto.

O primeiro gol da Juve saiu pouco tempo depois. Aos 67′, Bernardeschi, reserva colocado por Allegri, recebeu um belo passe de Pjanic. O italiano ajeitou para Khedira fuzilar Sorrentino.

O placar foi fechado aos 88′. Douglas Costa recebeu pela esquerda e colocou na cabeça de Higuaín. O argentino só teve o trabalho de cabecear pro gol e matar a partida.

A vida do Chievo não fica mais fácil. Depois da Juve, vai enfrentar o forte Atalanta, fora de casa. Curisosamente, o próximo confronto dos visitantes é o mesmo, só que pela Coppa Italia, também fora.


Serie A TIM – 22ª rodada
Chievo Verona 0 x 2 Juventus

Estádio: Marcantonio Bentegodi

Árbitro: Fabio Maresca

Chievo (5-3-2): Sorrentino; Cacciatore (expulso), Dainelli, Bani, Tomovic (Gamberini), Jaroszynski; Bastien (expulso), Radovanovic, Hetemaj; Pucciarelli (De Paoli) e Birsa (Meggiorini)
Treinador: Rolando Maran

Gols.:

Juventus (4-3-3): Szczesny; De Sciglio, Barzagli, Benatia, Asamoah (Lichsteiner); Sturaro (Bernardeschi), Pjanic, Khedira; Douglas Costa, Higuaín (Bentancur) e Mandzukic (Matuidi)
Treinador: Massimiliano Allegri

Gols.: Khedira (67′) Higuaín (88′)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *