Radar da Bola

ANÁLISE: Copa São Paulo de Futebol Junior 2018

Nessa terça-feira (2), deu-se início a 49º Copa São Paulo de Futebol Junior, torneio que serve como principal vitrine para jogadores de até 20 anos. Nessa edição 128 clubes estão divididos por 32 grupos localizados em 31 cidades diferentes, sendo assim a maior copinha desde sua fundação em 1969.

Nesse texto, iremos apontar os clubes favoritos e os jogadores candidatos a revelação que estarão em campo durante os 24 dias de competição.

CLUBES FAVORITOS:

Palmeiras: Com altos investimentos na categoria de base desde a chegada de Paulo Nobre, o verdão chega como o grande favorito ao título da copa. Sua principal característica é a força do elenco, que tem o jogo coletivo como principal arma, além de fortes jogadas ofensivas.

São Paulo: Os meninos de Cotia, atuais campeões da Copa RS, são mais um dos grandes favoritos ao título. O técnico André Jardine tem a sua mão um elenco cheio de destaques, entre eles alguns nomes que foram campeões da Libertadores sub-20 mesclados com jovens promessas do Sub-17. A qualidade de seu plantel coloca o time do Morumbi como mais uma potência no torneio.

Corinthians: Atuais donos do caneco, a equipe do Parque São Jorge chega sem o mesmo favoritismo dos últimos anos, entretanto a raça de seu elenco, juntamente com talentos individuais colocam mais uma vez a equipe entre os mais cascudos da competição.

Cruzeiro: Atuais donos do Brasileiro Sub-20, a raposa vem para a copinha com apenas um foco: Sair com mais uma taça. Sua principal arma é seu estilo de jogo que prevalece o contra-ataque, com uma defesa solida o time alinha competividade e raça dentro das quatro linhas.

Botafogo: Campeã brasileira sub-20 de 2016, o fogão vem a Copa SP apostando suas fichas em seu moderno estilo de jogo, que prevalece a posse de bola com trocas rápidas de passes com pilar em seu forte meio campo.

JOGADORES PARA FICAR DE OLHO:

Fabricio Oya (Corinthians): Campeão com o Corinthians em 2017, Oya é o principal jogador do clube para o torneio. Muito habilidoso, o meia é tido como grande promessa alvinegra.

Higor Souza (Flamengo): Destaque do Flamengo no ano de 2017, o goleiro Higor Souza é mais um da boa safra de goleiros da base carioca, com 1.99 de altura, mostra-se seguro embaixo das traves, além de ter ótimo posicionamento e agilidade.

Dudu (Vasco): O camisa 10 do Vasco vem para a sua terceira Copa SP. Sendo coadjuvante nas duas primeiras, Dudu agora é dono do meio campo cruz-maltino, com bom passe, ele tem a missão de abastecer o ataque.

Wenderson (Botafogo): Pilar de sustentação do Botafogo, Wenderson é o principal jogador da equipe na competição, com uma ótima saída de bola, o volante é pilar para o sistema de jogo moderno implantado na equipe carioca.

Tiepo (Chapecoense): Mais do que um goleiro, um líder. É assim que o guarda redes Tiepo é tratado na base da Chapecoense. Destaque da equipe em 2017, o arqueiro novamente é um nome em destaque na Copa SP.

Rodrigo Bobsin (Grêmio): Com uma ótima saída de bola, Bobsin é a maior promessa do Grêmio, o volante foi 3º colocado com a seleção brasileira no mundial sub 17, e mostra-se ser um atleta promissor.

Vitão (Palmeiras): Outro destaque Sub 17, Vitão é o xerife da zaga alviverde. Capitão da seleção no mundial Sub-17 o zagueiro subiu esse ano para o Sub-20 e já conquistou seu espaço dentro do bom elenco alviverde. Suas principais características, são o seu posicionamento e sua saída de jogo.

Alisson (Sport): Proeminência do Sport na última Copa SP e já com chances na equipe profissional, o veloz atacante Alisson é tratado como joia rubro negra, além de rápido o jovem jogador tem bom drible e deve ser o comandante do leão da ilha na competição.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *