Radar da Bola

Disputa direta contra o Z4 acaba em empate

Coritiba empata com a Ponte Preta dentro de casa, completa seis jogos sem perder no Brasileirão e fica a quatro pontos da degola

O torcedor coxa-branca pôde dormir aliviado na noite desde domingo (12). Mesmo sem ganhar a partida, o Coritiba pontuou com o empate diante da Ponte Preta, em 1 a 1, no Couto Pereira, em jogo válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Graças a esse resultado, a equipe paranaense foge da zona de rebaixamento, além de completar seis jogos de invencibilidade no segundo turno da competição.

Coritiba saiu atrás, mas conseguiu o empate

A partida começou com superioridade dos donos da casa, que criaram mais chances de gol, porém o primeiro tempo estava fadado ao zero a zero. Por outro lado, os minutos finais da segunda etapa foram de total movimentação com as equipes criando suas chances e alcançando os gols.

Com o resultado, o Coxa soma 40 pontos, ficando na 15ª posição, quatro pontos acima da zona de rebaixamento. Já a Ponte Preta continua em 18º, dentro do Z4, com 36 pontos.

Primeiro tempo morno e com placar zerado

O Coxa resolveu fazer as honras de donos da casa e teve um bom início de partida, tomando iniciativas e não abrindo espaço para a Ponte Preta chegar no contra-ataque. Dessa forma, o time alviverde chegou com perigo em duas chances ainda nos primeiros dez minutos. Aos 6’, em jogada pela esquerda de Rildo com Carleto, o lateral ficou na cara do gol, mas foi travado na hora da finalização. Já aos 8’, Henrique Almeida fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro. Rildo chegou atrasado e não conseguiu completar para o fundo do gol.

Após um começo bom para o lado alviverde, a produtividade em campo caiu. Com muitos erros de ambos os lados, o Coxa não criou mais ocasiões de perigo e abriu espaço para a Macaca chegar. Aos 33’, Rildo bobeou e Léo Gamalho armou o contra-ataque. O atacante finalizou, mas o goleiro Wilson defendeu facilmente. Com um final morno, o jogo foi para o intervalo com o placar fechado e um Coritiba perdido em campo, apresentando pouca sintonia e organização, vista no início do primeiro tempo.

Gols marcados e tudo igual no Couto Pereira

A criação marcou presença no segundo tempo, em ambos os lados. Com um jogo mais aberto, as duas equipes buscaram mais o gol adversário. A entrada de Kleber Gladiador trouxe ao Coxa duas oportunidades nos minutos iniciais, mas sem conclusão de sucesso. A primeira aos 4’, quando o atacante tentou a finalização de longe, mas escorregou e a bola foi fraca para o gol. No minuto seguinte, após cruzamento de Léo da direita, Kleber cabeceou pela linha de fundo.

Aos 8’ ainda teve mais um erro alviverde. Em cruzamento na área, Rildo ajeitou de cabeça e Henrique Almeida furou na hora de finalizar. A Ponte Preta, por sua vez, se aproveitou das chances desperdiçadas do adversário para chegar com tudo. Aos 18’, em cruzamento na área, a defesa alviverde bobeou e a cabeçada de Léo Gamalho desviou em Werley. Quase! Mas no minuto seguinte, não ficou no quase e a Macaca aproveitou a bola parada para sair na frente. Cruzamento na área e Léo Gamalho antecipou na primeira trave, abrindo o placar no Couto Pereira.

Mas a vantagem da Ponte Preta durou pouco tempo. O empate coxa-branca saiu logo depois, aos 20’. Lançamento de Daniel e chute de Yago, que tentou afastar. A bola desviou em Yan Sasse e morreu no fundo das redes de Aranha, igualando tudo no Alto da Glória. Após os gols, a partida ficou em lá e cá. Aos 29’, Danilo Barcellos finalizou de fora da área e o goleiro alviverde espalmou para escanteio. No minuto seguinte, a defesa afastou mal o cruzamento e Jeferson finalizou com muito perigo. Logo em seguida, em cruzamento de Tiago Real na área, Kleber pegou de primeira e respondeu com finalização de primeira, assustando o goleiro da Macaca.

Se destacando nos minutos finais, a Ponte chegou mais perto de vencer a partida em duas finalizações de Lucca. Na primeira, aos 33’, em mais uma bobeira da defesa, o meia avançou e finalizou à direita, raspando a trave de Wilson. A última, aos 40’, em cobrança de falta. A bola vai por cima, mas assusta o Coxa.

Na próxima rodada, a Ponte Preta recebe o arquirrival do Coxa, Atlético-PR, na quarta-feira (15), às 17h, no estádio Moisés Lucarelli. O Coritiba encara Flamengo, na quinta-feira (16), às 21h, no Couto Pereira.

FICHA TÉCNICA

Coritiba 1 x 1 Ponte Preta

CORITIBA (4-4-2): Wilson; Léo, Cleber Reis, Werley e Thiago Carleto; Jonas (Kleber), Alan Santos, Tiago Real e Yan Sasse (Getterson); Rildo e Henrique Almeida (Daniel)

Técnico: Marcelo Oliveira.

PONTE PRETA (4-5-1): Aranha; Nino Paraíba, Yago, Rodrigo e Jeferson; Naldo (Wendel), Elton, Léo Artur (Saraiva) e Danilo Barcellos; Lucca (Claudinho) e Léo Gamalho

Técnico: Eduardo Baptista.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *