Radar da Bola

Cruzeiro arranca empate no fim e leva boa vantagem para BH

Time mineiro não faz boa partida, sai perdendo no placar mas consegue reagir no fim do jogo

 

O 1° round da final da Copa do Brasil 2017 não foi um jogo de encher os olhos. Flamengo e Cruzeiro fizeram um jogo muito aquém do que os mais de 60 mil espectadores que foram ao Maracanã nessa noite de quinta, queriam ver. O 1° tempo da partida, começou sendo marcado por um jogo muito estudado. Os times não se expunham, não agrediam o adversário e procuravam tocar a bola. Era uma partida muito voltada para a marcação e com poucas oportunidades de gol. A primeira real chance de gol, aconteceu apenas depois dos 30 minutos da primeira etapa, quando em um lançamento longo, o volante Willian Aarão apareceu nas costas do zagueiro Murilo do Cruzeiro e cabeceou em cima do goleiro Fábio. O Cruzeiro conseguia anular o Flamengo no campo de ataque, mas não conseguia encaixar o contra-ataque. O Flamengo conseguia ter a posse de bola, mas não conseguia ser agressivo em seus ataques. Neste patamar, o 1° tempo acabou sem grandes emoções para o torcedor.

O início da 2ª etapa da partida, mostrava ser exatamente igual à 1ª. O Cruzeiro seguia apenas segurando o time da casa, enquanto a equipe rubro-negra não conseguia fazer o fator casa estar ao seu favor. O Cruzeiro estava muito bem postado na marcação, com suas duas linhas de 4, enquanto o Flamengo tinha seu time mais aberto, tentando explorar o lado esquerdo da defesa do Cruzeiro, com as jogadas em velocidade para Berrio. Precisando vencer o jogo, o técnico Rueda colocou o jovem Vinícius Junior em Campo, tentando buscar mais jogadas de velocidade. O Flamengo passou a se lançar mais ao ataque, a assustar mais o Cruzeiro, mas ainda sem uma chance real de gol. Porém, aos 32 minutos, a chance real apareceu! Após cobrança de escanteio, a bola foi rebatida para fora da área do Cruzeiro, depois de um potente chute defendido pelo goleiro Fábio, a bola sobrou nos pés de Lucas Paquetá, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol. O Maracanã explodiu! O Flamengo saía na frente na decisão e complicava a vida do time celeste, na parte final da partida.

Sem muito tempo para pensar, o técnico Mano Menezes agiu rápido e colocou o uruguaio Arrascaeta em campo. O time ganhou mais opções ofensivas e de velocidade no ataque. O Cruzeiro correu atrás do resultado, ao menos para levar um empate para BH. E aos 40 minutos do 2° tempo, um balde de água fria caiu sob o Macaranã: Jogada de Arrascaeta, que tocou para Hudson na entrada da área, o volante executou um chute despretencioso, que o goleiro Thiago não segurou e a bola sobrou nos pés do mesmo Arrascaeta, que em posição legal, apenas tocou no canto vazio do goleiro rubro-negro! O Cruzeiro conseguia o empate e colocava tudo igual na decisão de novo.

Com o resultado, os dois times precisam da vitória no dia 27, no Mineirão, para que se sagrem campeões da Copa do Brasil 2017. Apesar de o jogo ser em Belo Horizonte, o Cruzeiro não tem muita vantagem. Apenas o fator campo, que não tem sido muito aproveitado nesta temporada. Para conseguir seu 5° título de Copa do Brasil e se juntar ao Grêmio como o maior vencedor da competição, o time celeste vai precisar vencer o Flamengo, por qualquer placar, para que seja campeão no tempo normal. Caso haja qualquer empate, a decisão irá para os penaltis e mais emoções irão aguardar as duas torcidas. Nesta edição 2017 da Copa do Brasil, independente de quem levante a taça, o título estará em boas mãos. Emoções que só serão contadas, no tão esperado dia 27 de setembro.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *