Radar da Bola

Com dois jogadores a menos, Palmeiras empata com Atlético-MG e mantém jejum no Estádio Independência

Em jogo movimentado, com dois pênaltis perdidos e dois jogadores palmeirenses expulsos, paulistas e mineiros ficaram apenas no empate por 1 a 1 e desperdiçaram a chance de avançarem na tabela de classificação do Brasileirão.

Em partida válida pela 23ª rodada do campeonato, Deyverson fez o gol da equipe alviverde, enquanto Fábio Santos, de pênalti, deixou tudo igual. Com o resultado do jogo, disputado sábado no Estádio Independência, o Verdão continua na 4ª posição, com 37 pontos. O Atlético, com 30, subiu para o 11º lugar.

A partida foi marcada pela arbitragem polêmica: foram três pênaltis marcados (e apenas um convertido), além da expulsão de dois jogadores palmeirenses. Mesmo com a desvantagem, o time visitante conseguiu se sustentar e garantir o empate.

O jogo começou bem agitado. Logo aos três minutos do primeiro tempo, Willian recebeu lançamento de Guerra na área, buscou o gol de Victor, mas foi impedido de finalizar por Luan. Pouco depois, a equipe do Atlético chegou à linha de fundo e cruzou na área, mas a zaga do Palmeiras conseguiu afastar. No rebote, Luan ainda bateu de primeira, mas acertou o travessão.

Após o início agitado, a equipe da casa comandou o jogo, mas não conseguia ser eficiente nas criações. Apenas Fred tentou voleio dentro da área, mas mandou a bola para fora. Aos 26 minutos, viria a primeira oportunidade de gol para o Galo: Alex Silva entrou na área palmeirense, e na disputa com Egídio, caiu e o árbitro apitou a penalidade. Há seis jogos sem marcar, Fred foi para a cobrança, mas Fernando Prass impediu que o alvinegro saísse na frente.

Após a bela defesa, o Palmeiras ganhou força, e confiante, abriu o placar aos 33 minutos do primeiro tempo. Em contra-ataque, Moisés abriu na esquerda para Willian, que se livrou da marcação e mandou para Deyverson. O jogador bateu de esquerda, rasteio e mandou para o fundo da rede, sem chances para o goleiro Victor.

Mas os visitantes não ficaram na vantagem por muito tempo. Seis minutos depois, Cazares cobrou falta na área, Luan puxou a camisa de Leonardo Silva em atitude infantil, e o árbitro marcou nova penalidade. Como já havia tomado um cartão amarelo, o zagueiro palmeirense foi expulso. Na cobrança, Fábio Santos mandou no ângulo esquerdo de Fernando Prass, e deixou tudo igual no Independência. Fim da primeira etapa.

No segundo tempo, mais pênalti marcado. Aos 10 minutos de jogo, Leonardo Silva desviou cobrança de escanteio com a mão, e o árbitro anotou nova penalidade. Deyverson foi para a cobrança, mas bateu mal e Victor defendeu, impedindo que o Palmeiras ampliasse o placar.

Antes do apito final, a equipe alviverde ainda ficaria com outro jogador a menos. Valdivia disputou a bola com Willian, e acabou solando a coxa do palmeirense, que teria revidado com um chute na virilha do atleticano. Mais uma penalidade polêmica: Willian foi expulso, enquanto Valdivia sequer recebeu cartão amarelo.

Com nove jogadores em campo, o Palmeiras conseguiu controlar o jogo e conquistou um ponto fora de casa, mantendo-se no G4 do Campeonato.

Na próxima rodada do Brasileirão, a equipe alviverde irá enfrentar o Coritiba, na segunda-feira no Pacaembu, enquanto o Galo jogará no domingo, às 11 horas, na Ressacada, contra o Avaí.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *