Radar da Bola

Goleiro reserva brilha nos pênaltis e garante título ao Bayern

Pelo sexto ano seguido, o Bayern de Munique disputou a Supercopa da Alemanha e levantou novamente a taça. Atuando no Signal Iduna Park, o Bayern não se intimidou e venceu o Borussia Dortmund nos pênaltis após empate em 2 a 2. Foi a sexta final dos bávaros nas últimas sete edições, vencendo três. Com este título, ele chegou ao sexto título da Supercopa, maior vencedor.

O jogo

Apesar de um jogo de título, as duas equipes não contaram com os principais jogadores. O Bayern não convocou Neuer, Thiago Alcântara, Robben, Boateng, James Rodríguez e Alaba. Já do lado aurinegro, Götze, Kagawa e Reus nem sequer ficaram no banco,

Mesmo com desfalques, a partida foi movimentada. Quem assustou foi os visitantes. O ex-jogador do Borussia, Lewandowski, teve a chance mas mandou pro alto. Se o polonês não aproveitou, do outro lado a rede balançou. O americano Pulisic aproveitou a falha de Javi Martinez, roubou a bola e frente a frente de Ulreich, o meia mandou pro gol.

Aos 14, foi a vez de Burke aparecer. O goleiro do Borussia fez bela defesa após chute colocado de Ribery. Apesar do gol sofrido, o Bayern teve paciência e encontrou o empate com Lewandowski. Em troca de passes, Kimmich avançou pelo fundo e cruzou para Lewandowski empurrar para o gol, empatando em 1 a 1. O árbitro Felix Zwayer consultou o árbitro de vídeo (foi o primeiro jogo oficial na Alemanha com essa tecnologia). No entanto, validou o gol.

O lado esquerdo bávaro estava aterrorizando o Borussia. O francês Ribery deitava e rolava pelas laterais. Em mais uma boa jogada individual, ele tocou para Muller que parou em Burke. Aos 34, novamente Burke voltou a aparecer. Em cruzamento pela direita, Muller cabeceou para mais uma intervenção do arqueiro.

A segunda etapa mostrou a falta de ritmo com isso, voltou mais equilibrada. As duas equipes encontravam dificuldades para criarem as jogadas.

A melhor chance saiu somente aos 25 minutos. Em um contra ataque, Lewandoswki avançou até o gol e cruzou para trás mas o zagueiro apareceu na hora certa. Na sequência da jogada, Dembelé achou Aubameyang livre e o atacante não perdoou, encobrindo o goleiro e virando o placar para 2 a 1.

Se a falta de técnica era grande, a raça e emoção eram maiores. No final do jogo, em uma bola parada, o Bayern encontrou o empate após bate-rebate. Em cobrança de falta, Lewandowski cabeceou no travessão, Kimmich aproveitou o rebote e bateu para o gol, antes de entrar a bola bateu no defensor e morreu na rede. Novamente o árbitro pediu auxilio ao ‘juiz de vídeo’ e validou o gol.

A decisão foi para os pênaltis. Ulreich virou herói. Reserva de Neuer, o goleiro parou Rode e Bartra para conquistar mais um troféu para o Bayern de Munique.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *