Radar da Bola

Flu volta a vencer como mandante sobe na tabela

Com o resultado o tricolor subiu seis posições e afundou ainda mais o dragão na lanterna

Depois de uma linda homenagem da torcida tricolor para o técnico Abel Braga, com um verdadeiro minuto de silêncio.

Antes de a bola rolar foi respeitado um minuto de silêncio para João Pedro, filho de Abel Braga. (Foto: Edgar Maciel de Sá)

O jogo começou com a equipe tricolor tentando encurralar o lanterna Atlético Goianiense, mas a equipe goiana segurou a pressão tricolor dos primeiros minutos e a dupla Walter e Andrigo  levava perigo à zaga tricolor. Mas depois de um escanteio para o Atlético, o Flu saiu em rápido contra ataque puxado por Wendel, que após jogada individual de Wellington Silva, o próprio Wendel apareceu dentro da área para abrir o placar aos 14 minutos de jogo. Aos 20 Calazans acusou problema físico, mas antes que o camisa 30 fosse substituído, o Atlético empatou o jogo com Paulinho. O meia entrou pela direita, dividiu com a zaga tricolor e bateu da entrada da pequena área, sem chances para Júlio César.  Após o empate, Abel trocou o contundido Calazans por Matheus Alessandro

Wellington Silva corre para comemorar o segundo gol do Flu. (Foto: Edgar Maciel de Sá)

Apesar do gol, a torcida tricolor continuou empurrando o time, que quase sofreu a virada, mas walter estava em condições irregular. Quando a torcida já demonstrava perder a paciência com o time, Matheus Alessandro encontrou Wellington Silva livre pela esquerda. O camisa 11 cortou para o meio e bateu, sem chances para Felipe, fazendo o segundo do Fluminense. Após o segundo gol tricolor o jogo ficou muito amarrado no meio e ambas as equipes não conseguiram criar oportunidades claras de gol e, o primeiro tempo se encerrou com o placar de Fluminense 2 x 1 Atlético Goianiense.

As equipes voltaram sem mudanças para o segundo tempo e o Atlético Goianiense com mais vontade de chegar ao empate, oferecendo campo e contra ataque para o Flu. No entanto, não conseguia criar uma jogada em que envolvesse a zaga tricolor. E em sua primeira investida na segunda etapa, o Flu ampliou. Após jogada de Marlon pela esquerda, o lateral cruzou para área e Henrique Dourado bateu de sem pulo, da marca do pênalti, fazendo o terceiro gol tricolor. Apesar da desvantagem de dois gols, o Atlético continuava a buscar o ataque, mas seguia sem levar perigo ao gol de Júlio César.

Com o gol marcado, Henrique Dourado chegou ao 10° no campeonato. (Foto: Edgar Maciel de Sá)

O Fluminense se aproveitou da vontade da equipe goiana para ameaçar. Em rápido contra ataque puxado por Wellington Silva, Matheus Norton bateu colocado para boa defesa de Felipe. No sequência do lance, Scarpa quase fez um gol olímpico. Mas Felipe voltou a salvar o Atlético. Com a pressão tricolor, o dragão se assustou e, Scarpa aos 29 quase fez o quarto. O camisa 10 arrancou do meio de campo e sem opção para passar a bola, chutou da entrada da área obrigando a Felipe fazer outra boa defesa. Na resposta goiana, Paulinho cruzou para Andrigo marcar. Mas o bandeira já havia assinalado o impedimento. Aos 33 Abel colocou Peu na vaga de Wellington Silva e, o camisa 11 saiu sob aplausos. Com o jogo morno, o treinador aproveitou para colocar Robert pela primeira vez em campo sob o seu comando e o jovem até que foi bem no pouco tempo que esteve em campo, mostrando vontade e qualidade técnica. A torcida ainda aproveitou para ao final da partida, provocar a LDU, adversário do tricolor na Sul-Americana.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *