Radar da Bola

As 10 vendas mais caras de jogadores Gregos

Nesta quarta-feira, o Olympiakos anunciou a venda de Panagiotis Retsos para o Bayer Leverkusen por 22 milhões de euros, se tornando assim o grego mais caro da história.

O Olympiakos é o clube local que melhor sabe negociar suas promessas, e das 10 maiores vendas, ele esteve envolvido em 6, conseguindo assim estabelecer uma situação financeira estável. Retsos foi a maior delas, e com consciência, uma vez que é um ótimo zagueiro e das maiores promessas do país.

Confiram as maiores vendas de jogadores gregos:

Panagiotis Retsos (do Olympiakos para o Bayer Leverkusen) – 22 milhões de euros

Kostas Mitroglou (do Olympiakos para o Fulham) – 15,2 milhões de euros

Mitroglou começou sua carreira no Duisburg da Alemanha, ainda na base foi para o Monchengladbach, saindo de lá apenas em 2007 quando assinou com o Olympiakos, teve curtos períodos de empréstimos para Panionios e Atromitos, mas foi nos Thrylos que obteve sucesso, e pensando em melhorar para a Copa do Mundo 2014, foi para o Fulham, onde não rendeu por várias lesões e não demorou para deixar o clube.

Kostas Manolas (do Olympiakos para a Roma) – 13 milhões de euros

Manolas foi um dos principais nomes da defesa do Olympiakos por duas temporadas, até que fora vendido para a Roma juntamente com Torosidis e Holebas, mas ele saiu pelo maior valor. Hoje, Manolas recebe propostas de gigantes europeus, mas deve seguir na Itália.

Giourkas Seitaridis (do Dynamo Moskva para o Atlético de Madrid) – 12 milhões de euros

Em maio de 2005, o Dynamo contratou Derlei, Costinha, Maniche, Thiago Silva e Seitaridis, porém o grego ficou apenas uma temporada por lá, o lateral não se adaptou ao futebol russo e pediu para ser negociado para os Colchoneros, onde ficou 3 temporadas e foi razoavelmente bem.

Giourkas Seitaridis (do Porto para o Dynamo Moskva) – 10 milhões de euros

Acima falamos de como Seitaridis chegou ao Atlético, mas antes de atuar pelo Dynamo, ele passou pelo Porto, e chegou lá após conquistar a Euro 2004, no período ele foi ligado ao Real Madrid mas não quis sair do Porto, perdendo espaço ele acabou indo para o Dynamo.

Andreas Samaris (do Olympiakos para o Benfica) – 10 milhões de euros

Principal volante grego da atualidade, Samaris se destacou no Olympiakos e não demorou para ter seu nome ligado aos grandes clube do continente. O Benfica com uma proposta e plano de carreira melhores convenceram o grego que não pensou duas vezes para ir pra Portugal. Hoje é um dos destaques do clube, e já fluente em Português.

Sokratis Papastathopoulos (do Werder Bremen para o Borussia Dortmund) – 9,9 milhões de euros

Sokratis é o companheiro de zaga de Manolas na Seleção Grega, e assim como seu companheiro ele foi vendido por um valor alto, e está nesta lista. Começou sua carreira no AEK, passou por Niki Volos, Genoa e Milan até chegar por empréstimo no Bremen em 2011, se destacou, foi comprado em definitivo e só saiu em 2013 quando o Borussia desembolsou mais de 9 milhões de euros.

Nikos Machlas (do Vitesse para o Ajax) – 8,5 milhões de euros

Um dos maiores atacantes que a Grécia já produziu, Machlas começou no OFI Creta, onde ficou por 6 temporadas, foi vendido para o Vitesse de Arnhem, no clube ficou três temporadas até Ajax pagar mais de 8 milhões por ele, em Amesterdão ele não rendeu o mesmo, foi emprestado para o Sevilla, e depois voltou pra Grécia, atuando por Iraklis e OFI, aposentou em 2008 jogando no APOEL do Chipre.

Georgios Samaras (do Heerenveen para o Manchester City) – 8,5 milhões de euros

Hoje pode soar como piada, mas Samaras foi importantíssimo para o Manchester City, o clube contratou o atacante em 2006 vindo do Heerenveen, e lá fez mais de 50 jogos em duas temporadas, aos poucos foi perdendo espaço, acabou emprestado para o Celtic onde se tornou um dos maiores, e comprado depois. Depois de sair do Celtic passou por West Brom, Al Hilal, Rayo OKC, Zaragoza e hoje está no Samsunspor.

Grigoris Georgatos (do Olympiakos para a Internazionale) – 7 milhões de euros

O careca louco começou no Panachaiki, se destacou e foi para o Olympiakos, se destacou novamente, e foi vendido pra Internazionale por 7 milhões, na Itália não deu certo, voltou pro Olympiakos por empréstimo, e depois foi vendido pra AEK e retornou pra Pireus encerrar a carreira.

Kostas Mitroglou (do Fulham para o Benfica) – 7 milhões de euros

Convivendo com lesões no Fulham, Mitroglou estava sendo esquecido pelos grandes clubes, mas o Benfica apostou no atacante. Mitro chegou em Portugal sob vários questionamentos, que já foram esquecidos, e ele é um dos pilares do ataque benfiquista.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *