Radar da Bola

Acabou o recreio, que venha o mata-mata

Grêmio e Atlético-MG entraram em campo neste domingo, na Arena, entre muitas preservações, de olho nos duelos decisivos pelas oitavas de final da Libertadores, no meio da semana. Com times um tanto descaracterizados, prevaleceu o talento de quem usou alguns de seus titulares para fazer valer o status de “melhor futebol do país”. Contra um Galo totalmente reserva, o Tricolor de Renato Portaluppi aplicou 2 a 0, com gols de Pedro Rocha e Fernandinho, ainda no primeiro tempo e encerrou o primeiro turno do Brasileirão com um triunfo valioso, pela 19ª rodada. Paulo Victor ainda brilhou no final ao pegar pênalti de Robinho.

Primeiro tempo

Paulo Victor foi o primeiro a ter trabalho, aos 3 minutos, em cobrança de falta de Valdívia. Mas a boa defesa foi um lance isolado, já que o Grêmio foi soberano já a partir do lance seguinte. O time alternativo do Tricolor, reforçado por Luan, Arthur e Pedro Rocha, precisou de apenas quatro minutos para abrir o placar e dominar de vez os reservas do Atlético-MG. E com uma aula de contra-ataque. Após cobrança de escanteio, a zaga afastou. Luan aparou o rebote e partiu em velocidade. Everton foi acionado pela direita e cruzou na medida para Pedro Rocha, no segundo poste, completar de cabeça. A partir daí, o Tricolor colocou o Galo na roda com seu estilo costumeiro de movimentação e boas tabelas. O segundo gol veio ao natural. Aos 24, Luan acionou Léo Moura pela direita. Pedro Rocha apareceu na primeira trave e desviou de cabeça. Victor espalmou nos pés de Fernandinho, que apenas completou para as redes: 2 a 0 e placar construído nos primeiros 45 minutos.

Segundo tempo

Rogério Micale mexeu em sua equipe para tentar reduzir o prejuízo, com o ingresso de Robinho na vaga de Elder. Mas o Grêmio seguiu mais perigoso. Logo aos 5, Pedro Rocha foi acionado dentro da área e chutou de primeira, cruzado. A bola explodiu na trave. Com o jogo sob controle, o Tricolor passou a administrar a partida, sem correr grandes riscos. Depois de deixar o banco de reservas, Robinho foi o mais incisivo do Galo e assutou em dois chutes – um de dentro da área e outro da intermediária. O camisa 7 ainda teve a chance de marcar de pênalti (sofrido por Bremer), mas Paulo Victor brilhou em sua estreia ao esperar a cobrança e pegar no centro do gol.

Libertadores

Depois de vencer o jogo de ida fora de casa por 1 a 0, o Grêmio recebe o Godoy Cruz às 19h15, na Arena. O Atlético-MG, por sua vez, duela com o Jorge Wilstermann, às 21h45, no Mineirão, para tentar reverter o revés de 1 a 0 na Bolívia. Ambos só voltam a campo pela 20ª rodada do Brasileirão no domingo. O Tricolor abre o returno contra o Botafogo às 19h, no Engenhão. Antes, às 16h, o Galo duela com o Flamengo, no Mineirão.

GRÊMIO 2 X 0 ATLÉTICO-MG – BRASILEIRÃO, 19ª RODADA

Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)

Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza, auxiliado por Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luis Marques (trio de SP)

Público: 24.866 (22.702 pagantes) / Renda: R$ 794.283,00

Amarelos: Maicon, Arthur, Paulo Victor (Grêmio); Bremer (Atlético-MG)

Gols: Grêmio – Pedro Rocha (4’/1ºT) e Fernandinho (26’/1ºT)

Grêmio: Paulo Victor; Léo Moura, Bressan, Bruno Rodrigo, Marcelo Oliveira; Maicon (Jailson), Arthur, Fernandinho, Luan, Pedro Rocha (Lincoln); Everton (Patrick). Técnico: Renato Portaluppi

Atlético-MG: Victor; Alex Silva, Matheus Mancini, Bremer, Leonan; Adilson (Marlone), Roger Bernardo, Yago, Valdivia (Pablo), Otero; Elder (Robinho). Técnico: Rogério Micale

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *