Radar da Bola

Ochoa: de unanimidade no México ao contestado na Europa, esse é o alvo do Fla

A discussão por um novo goleiro para o Flamengo foi reacendida na última quarta-feira (7), após mais duas falhas de Alex Muralha, diante do Sport, na derrota por  2 a 0, na Ilha do Retiro. E o nome de Guilhermo Ochoa, é o alvo da vez para ficar embaixo das traves flamenguistas. Titular absoluto desde 2014 na seleção do México, destaque para o 0 a 0 que ele ajudou a construir no confronto contra o Brasil. Entretanto, não se firmou como se esperava no velho continente.

Ochoa foi revelado pelo América – MEX em 2003, aos 18 anos. Já em 2006 foi convocado para Copa do Mundo da Alemanha, como terceira opção. Seguiu carreira no clube mexicano até 2011 com mais de 290 partidas disputadas. Pelo time ganhou um campeonato nacional e uma Liga dos Campeões da Concacaf. Disputou três copas do mundo (2006, 2010 e 2014 – esta como o principal). Pela seleção ganhou três copas ouro (2009/2011/2015).

 Ochoa x Brasil – Copa do Mundo – 2014

Europa

Na Europa, já não conseguiu ser o arqueiro que se esperava. Primeiramente foi para França jogar pelo Ajaccio, em 2011, após o término do contrato com o América. Imaginava-se que fosse uma ponte para um clube de ponta europeu, mas não ocorreu. Atuou pelos franceses até a Copa (2014) realizada no Brasil. Foram 115 jogos por lá.

Depois do mundial foi especulado em grandes clubes (Liverpool, Arsenal e Monaco), mas acabou ficando desempregado por cerca de três meses, até assinar também de graça, com o Málaga. Porém, não teve muitas chances de desempenhar sua função, já que Kameni, goleiro camaronês voltava de lesão e assumiu titularidade e não deixou espaço para o mexicano. No time espanhol só fez 20 jogos em duas temporadas. Até ser emprestado para o pequeno Granada, também da Espanha.

Por essa equipe, o arqueiro teve sua pior temporada sofrendo gols. Foram 82 em 39 cotejos. O que ajudou a piorar sua média na última década. Em 491 jogos por clubes, Ochoa tomou 356 gols, assim ficando com 0,72 por partida. Sua melhor temporada em termos de gols sofridos foi em 2008, quando em 40 jogos só foi vazado 34 vezes, pelo América, do México. Apesar de tomar tantos gols por La Liga, segundo o El País, o atleta fez 162 defesas que evitaram gols, o maior do campeonato espanhol. Foram dados 561 chutes na direção da meta dele. A média de Alex Muralha desde 2010, já que não tem 10 anos como profissional, é pior que a do mexicano. Em 235 partidas por clubes até então, com 193 gols sofridos lhe rendeu uma média de 0.82 por jogo.

Ainda assim, ninguém o contesta no México. Já está convocado para Copa das Confederações que será realizada na Rússia. Além de encaminhar sua 4ª Copa do Mundo no currículo. Não se sabe ao certo, o motivo do Flamengo ir atrás do goleiro. Porém, a oportunidade de mercado é visível. Pois historicamente Ochoa não renova seus contratos. Este com o Málaga se encerra no dia 30 de julho de 2017. Caso chegue ao rubro-negro, provavelmente, será sem custos, assim como todos os outros que o já tiveram no plantel. Somente assumindo o compromisso dos salários.

Memo Ochoa tem 31 anos. Quatro a mais que Muralha. Mede um centímetro a menos que o atual titular do Flamengo: 1.85m. Diferente do seu rival, o brasileiro, hoje, com justiça, não é nem lembrado para seleção brasileira e é alvo de críticas dos torcedores.

Curiosidade

O fatídico jogo da despedida do Joel Santana do Flamengo, para dirigir à África do Sul, em 2008, contra o América – MEX tinha Guilhermo Ochoa, ainda um goleiro com expectativa de grandes vôos. No confronto de ida o rubro-negro fez 4 a 2. Neste dia, o show foi de Cabañas, com três gols e provocou ira e frustração dos torcedores que presenciavam e não acreditavam no que estava acontecendo naquela noite carioca.

Goleiro defendendo e show do paraguaio Cabañas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *