Radar da Bola

Com direito a olé, Corinthians bate o Santos em Itaquera

O Corinthians não havia perdido nenhum clássico no ano, Jô havia marcado em todos, e o Santos só tinha perdido os grandes jogos em 2017, e tudo isso foi confirmado em campo. Na noite deste sábado, na Arena Corinthians, Romero e Jô conduziram o Corinthians para a terceira vitória do Corinthians no Brasileiro, a primeira em casa.

Com 10 pontos somados o time de parque São Jorge assume a liderança de forma isolada e aguarda o jogo entre Cruzeiro e Chapecoense que acontece no Mineirão, neste domingo. Já o Santos, com apenas três pontos, aparece na 15ª posição, podendo cair para a zona do rebaixamento com o complemento da rodada.

No começo do jogo o Santos foi melhor e parecia decidido a mudar a escrita dos clássicos em 2017, o time da baixada ficou bem perto de abrir o placar aos 6 minutos. Após cruzamento pela direita do ataque, Pablo falhou feio e a bola ficou com Bruno Henrique na cara de Cássio, mas Pedro Henrique apareceu no último instante para evitar o gol.

Já do lado corinthiano, a melhor chance da primeira etapa surgiu apenas aos 39 minutos, com uma bela assistência de Fágner para Rodriguinho, que finalizou com estilo e acabou parando na bela defesa de Vanderlei. Antes do fim da primeira etapa o santos ainda assustou a torcida corinthiana presente, mais uma boa chance com cruzamento de Copete e finalização de Victor Ferraz, que passou com muito perigo.

Na volta para a segunda etapa, o técnico Carille foi obrigado a usar sua primeira substituição logo aos quatro minutos, Camacho no lugar de Maycon, contundido. O Corinthians voltou para o segundo tempo muito mais ligado e foi aos 3 minutos que o jogo começou a mudar.

 

Rodriguinho teve a primeira chance com chute cruzado que levou perigo. Aos 10, após cobrança de escanteio, o mesmo Rodriguinho fez o gol, mas o gol foi bem anulado pela posição irregular do jogador no momento do desvio no meio da área. O lance gerou muita reclamação da torcida, mas nada como viria a acontecer seis minutos mais tarde.

Após bola alçada na área, Pedro Henrique manda para o gol e os jogadores do Corinthians comemoram. Porém, Anderson Daronco volta atrás, auxiliado pelo bandeira, afirmando que Romero, que estica a perna tentando alcançar a bola, estaria em posição irregular, mas o lance é bastante polêmico.

O Santos parecia amedrontado, e após todas reclamações, o Corinthians seguiu pressionando e não deixando o Santos criar uma chance sequer de marcar na segunda etapa. E foi aos 24 minutos que mais uma vez o Corinthians balançou as redes, porém dessa vez o gol foi validado.

Após cobrança de falta de Jadson, pela esquerda, a bola voltou para quase o meio de campo. Fágner ficou com ela e mandou para a área. Jô desviou de cabeça para o meio e Romero brigou com o defensor para, com o pé direito, mandar para a rede.

Cinco minutos depois, seria a vez de Jô deixar mais uma marca em clássico. Desta vez foi Jadson que mandou para a área, Rodriguinho ajeitou, e Jô girou no ar para, com o bico da chuteira esquerda, encobrir o goleiro Vanderlei e definir o jogo.

 

O Santos, que viu sua situação ficar ainda mais complicada após a expulsão de Bruno Henrique, seguiu sem mostrar um bom futebol no segundo tempo, e perdeu mais um clássico no ano. A Arena Corinthians ainda contou com um público de 40.169 torcedores.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *