Radar da Bola

Grêmio perde para o Iquique com arbitragem polêmica no Chile!

Pela 5ª rodada do grupo 8 da Libertadores, Deportes Iquique e Grêmio se enfrentaram no estádio Municipal de Calama, no Chile no início da noite desta quarta (03/05). Com a vaga praticamente garantida, o técnico Renato Gaúcho surpreendeu e escalou Jailson como primeiro homem de meio-campo, deixando os favoritos à vaga Arthur e Fernandinho no banco de reservas. E assim o Tricolor conheceu sua primeira derrota na Libertadores 2017, mesmo com o estádio vazio, sem pressão da torcida local e uma altitude considerada baixa. O time chileno marcou de pênalti com Bielkiewecz e virou em falta cobrada por Torres, em decisões incorretas do árbitro, tendo em vista que em nenhum dos lances houve infração gremista. O Grêmio abriu o placar com Barrios, agora com 4 gols na competição.

O resultado mantém o Grêmio em 1º lugar do grupo, com 10 pontos e, mesmo com a derrota, só depende de suas próprias forças para terminar líder. Já o Iquique ganha sobrevida com sua terceira vitória seguida, alcançando os 9 pontos e pressionando o Guaraní, que tem 7 e enfrenta o Zamora, fora de casa, nesta quinta.

Primeiro Tempo

O deserto não ficou somente em volta do estádio Zorros del Desierto, mas dentro dele também. Com um público incomum em jogos de Libertadores, O Grêmio entrou em campo desfalcado de Douglas, Bolaños, Gastón, Beto da Silva, Edílson, Maicon, Jael e sofreu sem um articulador de ofício no time. As chances eram criadas pelos lados do campo, com o apoio de Pedro Rocha e Ramiro para os laterais Marcelo Oliveira e Léo Moura. E foi assim que o Grêmio começou tentando impor seu ritmo aos 5 minutos, quando Michel cruzou e Barrios cabeceou no travessão, porém já havia sido flagrado em impedimento. Aos 18, Ramiro avançou pela direita e ganhou escanteio. Na cobrança, Kannemann desviou para o meio e Barrios mandou para o fundo da rede: Iquique 0x1 Grêmio. Resultado que classificava o Imortal de forma antecipada e garantia inclusive a liderança geral da fase de grupos.

No entanto, entrou em cena aquele que mudaria a história do confronto: o árbitro argentino German Delfino. Ele começou a atrapalhar a atuação do Grêmio dois minutos após o gol, marcando pênalti em lance onde Grohe deu rebote em chute de Dávila, Ramiro tentou afastar e, segundo o árbitro, acertou o lateral-esquerdo. Na cobrança, Bielkiewecz deslocou o arqueiro gremista e empatou, aos 23. O time brasileiro não se abateu e quase chegou ao empate, quando Luan cruzou para Ramiro, mas cabeçada foi defendida por Cortéz, aos 32. O jogo se manteve com igualdade de posse de bola e sem grandes chances, sendo encerrado aos 46.

Segundo Tempo

Logo no início da etapa final, Reynero avançou pela direita e, dobrando a perna, cavou a falta e o cartão amarelo para Pedro Rocha, que não tocou no adversário. Aquele que seria o terceiro cartão amarelo para o Grêmio, após Ramiro e Kannemann também serem advertidos nos primeiros 45 minutos. Na cobrança da falta, Torres mandou no ângulo de Grohe, que pulou atrasado, e virou o jogo: Iquique 2×1 Grêmio. A partir daí, o Tricolor se desestabilizou no jogo e não conseguia reagir. Renato então sacou o questionado Jailson do time para a entrada de Fernandinho, na esperança do camisa 21 proporcionar algum perigo ao gol rival. Aos 19, Geromel avançou e tocou para Luan, que arriscou da entrada da área com muito perigo.

Renato Gaúcho mexeu no Grêmio de novo aos 20, tentando desfazer a escalação errada do time e abrir espaços na defesa chilena, colocando Arthur para atuar de armador, para a saída de Pedro Rocha. Assim, Ramiro voltava para segundo volante, com Fernandinho e Luan abertos e Barrios na frente. Somente aos 39, tentando o empate a todo custo, o time gremista chegou com Léo Moura, que levantou para Michel desviar e Barrios emendar para a defesa de Cortéz. A última cartada foi a entrada de Everton na vaga de Michel, mas já era tarde demais. Fernandinho ainda arriscou um chute perigoso aos 42, mas a esperança se encerrou quando Ramiro levou o segundo amarelo e foi expulso, fazendo com que o Iquique viesse para o ataque nos minutos finais. E quase ampliaram, não fosse Grohe abafar a tentativa de Ramos e o travessão não salvar o Grêmio no último lance.

Como fica?

A derrota do Grêmio no Chile deixa o grupo 8 assim:

1) Grêmio – 10 pontos

2) Deportes Iquique-CHI – 9 pontos

3) Guaraní-PAR – 7 pontos

4) Zamora-VEN – 0 pontos

Agora, o Grêmio terá um período longo para tentar recuperar os jogadores lesionados, pois o próximo jogo do time será na estreia do Brasileirão, contra o Botafogo, dia 14/05, na Arena. Pela Libertadores, a partida contra o Zamora-VEN no dia 25/05 encerrará a primeira fase da competição e possivelmente a liderança será confirmada.

Ficha Técnica

Deportes Iquique (2): Cortéz; Moreno, Guerrero, Zenteno, Dávila; Caroca, Riquero (Ramos), Farías, Reynero (Bustamante), Torres e Bielkiewecz. Técnico: Jaime Vera

Grêmio (1): Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann, Marcelo Oliveira; Michel, Jailson, Ramiro, Luan, Pedro Rocha; Barrios. Técnico: Renato Gaúcho.

Cartões Amarelos: Moreno e Torres (DIQ). Grohe, Geromel, Kannemann, Ramiro, Pedro Rocha (GRÊ).

Cartão Vermelho: Ramiro (GRÊ)

Gols: Barrios (19′ 1ºT), Bielkiewecz (23′ 1º T). Torres (3′ 2º T).

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *