Radar da Bola

Galo acaba 1ª fase com melhor campanha da Libertadores; Santos invicto

Com o fim da primeira fase na última quita-feira (25) da fase de grupos da Copa Libertadores da América, o Atlético-MG ficou com à melhor campanha do torneio, com os 13 pontos somados em seis jogos e saldo de 11.  Além de melhor ataque com 17 marcados. Já o Santos foi o único time que não perdeu para os concorrentes do grupo. Foram três vitórias e três empates.

O Galo dependia de uma derrota do River Plate, que já chegava na rodada derradeira com 13 pontos e mais três times que podiam chegar nesta pontuação, caso o River não ganhasse, para serem melhor campanha. No caso, Botafogo, Barcelona – EQU e Grêmio. Os argentinos precisavam somente de um empate para ficar com melhor classificação geral, porém, com um time alternativo foi derrotado em casa, por 2 a 1, pelo Independiente de Medellín – COL. Já o Fogão e o Barcelona precisavam de vitórias acima dos nove gols, contra seus rivais fora de casa, Atlético Nacional – COL  e Estudiantes – ARG, respectivamente. Não aconteceu. Os brasileiros perderam por 1 a 0 na Argentina. Mesmo assim foi beneficiado pelo Nacional, da Colômbia, que ganhou de 3 a 1 dos equatorianos e ajudou botafoguense ficarem com o primeiro lugar do grupo com 10 pontos.

Enquanto o Grêmio precisaria vencer por seis gols de diferença o Zamora – VEN para igualar os atleticanos e decidir no sorteio, algo raro no torneio. Ou ganhar de sete e levar direto. Não rolou. Venceu por quatro. Dois de Luan, um de Lucas Barrios e outro de Pedro Rocha, na Arena Grêmio. Ainda perdeu um pênalti que daria segunda melhor campanha na chave geral.

Partida que garantiu Galo como melhor dos melhores

O Santos, por sua vez, fez o dever de casa. Garantiu os nove pontos em casa e beliscou outros três como visitante. Apesar da temporada dos santistas, em desempenho, não ter agradado massa alvinegra do litoral, os números permitem sonhar com algo a mais na competição. A invencibilidade lhe rendeu 6ª melhor campanha e terceira melhor defesa do torneio: 4 gols sofridos. Só Lanús – ARG e Nacional – URU tomaram menos: 3.

Outros brasileiros

O Palmeiras já havia jogado na quarta-feira (24) e selado sua vaga para próxima fase com 13 pontos. A Chapecoense devido ao problema de escalação irregular, ainda irá recorrer de punição. Hoje, está eliminada. Assim como o Flamengo que caiu diante do San Lorenzo há nove dias. Igual ao número exato de combinações que podiam se dá no cotejo, exceto uma, que desclassificaria o rubro-negro. Aconteceu. Pela 3ª vez consecutiva os cariocas ficam pelo caminho de uma Libertadores, ainda na fase de grupos.

Entre os 16 classificados, todos os primeiros estão entre brasileiros e argentinos. O destaque vai para Colômbia que não põe nenhum colombiano na fase de mata-mata. Isso não acontecia desde 2009. Inclusive o atual campeão, Atlético Nacional – COL não se classificou. Enquanto bolivianos e equatorianos emplacaram dois deles.

Confira abaixo os potes do sorteio, no próximo dia 14 de junho:

POTE 1
Atlético – MG
Botafogo
Grêmio
Lanús – ARG
Palmeiras
River Plate – ARG
San Lorenzo – ARG
Santos

POTE 2
Atlético – PR
Barcelona – EQU
Emelec – EQU
Guaraní – PAR
Godoy Cruz- ARG
Jorge Wilstermann – BOL
Nacional – URU
Santos
 The Strongest – BOL

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *