Radar da Bola

Após virada, Tricolor leva vantagem para o Rio

De virada, o Grêmio abriu boa vantagem sobre o Fluminense nas oitavas de final da Copa do Brasil. O Tricolor gaúcho venceu por 3 a 1 no jogo de ida na noite desta quarta-feira, 17, na Arena, e segue mais tranquilo para o duelo de volta no dia 31 deste mês, às 19h30, no Rio de Janeiro. Para se classificar, o time de Renato Portaluppi joga por três resultados: novo triunfo, empate ou até derrota por um gol de diferença. Os cariocas avançam às quartas de final se vencerem por dois ou mais gols. Agora, o Grêmio se prepara para enfrentar o Atlético-PR no próximo domingo, 21, às 16 horas, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela segunda rodada do Brasileirão.
PRIMEIRO TEMPO
Logo aos 5 minutos, os visitantes abriram o placar. Richarlison cobrou escanteio da esquerda no primeiro poste. Renato Chaves apareceu livre e se antecipou a Marcelo Grohe para empurrar para o fundo da rede – 1 a 0.  Enquanto o Fluminense estava ligado em campo, o Grêmio era lento e não criava jogadas de ataque.
Aos 13, Michel tentou arriscar de longe, sem direção. A todo o momento, Renato Portaluppi cobrava uma postura diferente dos jogadores, que apresentavam baixo rendimento. Mesmo com baixa produção ofensiva, a equipe gaúcha deixou tudo igual aos 17 minutos. Arthur tabelou com Luan, avançou e tocou para Barrios. O paraguaio devolveu para o volante, que recebeu dentro da área, driblou Diego Cavalieri e empatou 1 a 1.
O gol reanimou o Tricolor gaúcho, que passou a se impor diante do adversário. Aos 26, Luan pegou muito embaixo da bola que passou por cima da meta de Diego Cavalieri. No entanto, apesar da melhora, o Grêmio cometia erros defensivos. Aos 36, Luan avançou em velocidade e bateu à direita de Cavalieri. Os donos da casa tocavam a bola, tentando achar alternativas para entrar na área do time carioca, que se postava bem na defesa. A melhor chance para virar o placar ocorreu aos 45. Pedro Rocha tentou colocar no canto direito do arqueiro do Fluminense, que salvou, espalmando para escanteio.
SEGUNDO TEMPO
O duelo recomeçou equilibrado e com boas oportunidades para os dois lados. Aos 3 minutos, Luan acionou Léo Moura pela direita. O volante mandou para a área, na direção de Ramiro, que cruzou. Pedro Rocha tentou emendar de primeira, mas chutou mascado. Cavalieri fez a defesa. O Fluminense chegou perigosamente em dois momentos aos 5 minutos, ambos com Renato. Primeiro, o camisa 16 finalizou de canhota, obrigando Grohe a uma boa defesa. Logo depois, concluiu de longe e goleiro gremista defendeu em dois tempos.
Aos 11, o Tricolor gaúcho ameaçou com Ramiro, que bateu de primeira, de sem-pulo. Cavalieri tocou com a ponta dos dedos e mandou para escanteio. Para melhorar o poderio ofensivo, Renato Portaluppi fez a primeira troca aos 16. O apagado Pedro Rocha deu lugar a Everton. Quatro minutos mais tarde, o Grêmio virou o escore em jogada ensaiada. Pela direita, Luan cobrou o escanteio no primeiro poste. Kannemann desviou de cabeça, e a bola sobrou para Lucas Barrios, que só o teve de empurrar, de perna esquerda, para a rede 2 a 1.
A vantagem, que já era boa, ficou ainda melhor aos 26 minutos, com outro gol de Barrios. Cortez recebeu pela esquerda e cruzou rasteiro, nos pés do camisa 18. Ele dominou e chutou rasteiro, no canto esquerdo de Cavalieri, que ficou estático 3 a 1. A atuação ruim no primeiro tempo foi substituída por uma etapa complementar segura e com ampla superioridade.  Aos 41, Arthur deixou o gramado bastante aplaudido para a entrada de Fernandinho. Após o apito final, comemoração dos quase 23 mil torcedores presentes na Arena.
COPA DO BRASIL – OITAVAS DE FINAL – JOGO DE IDA
GRÊMIO 3 a 1 FLUMINENSE
Data e horário: Quarta-feira, 17 de maio, 21h45
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre
Árbitro: Dewson Freitas da Silva (Fifa-PA)
Cartões amarelos: Henrique Dourado, Gustavo Scarpa, Sornoza e Henrique (Fluminense)
Gols: Fluminense – Renato Chaves (5/1ºT), Grêmio – Arthur (Grêmio -17/1ºT) e Lucas Barrios (20 e 26/2ºT)
GRÊMIO
Marcelo Grohe; Léo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Arthur (Fernandinho), Ramiro, Luan e Pedro Rocha (Everton); Lucas Barrios (Jailson)
Técnico: Renato Portaluppi
FLUMINENSE
Diego Cavalieri; Renato, Renato Chaves, Henrique e Léo; Pierre (Gustavo Scarpa), Wendel, Marcos Júnior (Marcos Calazans), Sornoza e Richarlison (Maranhão); Henrique Dourado
Técnico: Abel Braga

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *